Translate

Compartilhe

https://www.facebook.com/deltan.dallagnol/videos/1384339188276453/

search este blog

quinta-feira, 14 de fevereiro de 2019

Bebianno diz que Bolsonaro 'está com medo de receber algum respingo' sobre investigação de laranjas do PSL

RIO — O ministro Gustavo Bebianno , da Secretaria-Geral da Presidência, afirmou nesta quinta-feira que o presidente Jair Bolsonaro "está com medo de receber algum respingo" das investigações sobre o uso de candidatas como laranjas pelo PSL nas eleições de 2018. Bebianno afirmou em entrevista à Revista Crusoé ainda que não pode ser responsabilizado pelas candidatas apontadas como laranjas, e que o ministro Sergio Moro deve investigar tudo que é suspeito no governo.  

— Não sou moleque, e o presidente sabe. O presidente está com medo de receber algum respingo. Ele foi um mero candidato. Ele não participou de Executiva, ele não tinha mando no partido. Ele não tem responsabilidade nenhuma  — disse.    

No fim de semana, uma reportagem publicada pela "Folha de S.Paulo" apontou que o PSL, partido do presidente,  destinou R$ 400 mil de fundo partidário para Maria de Lourdes Paixão, de 68 anos, candidata a deputada federal de Pernambuco que recebeu apenas 274 votos. Na época, Bebianno era presidente da legenda. Ele comandou o partido entre janeiro e outubro de 2018. Nesta quarta-feira, a Polícia Federal  intimou a candidata a prestar depoimento sobre a suspeita de ter sido usada como laranja pelo PSL. 

Ao ser questionado o que acha que poderia "respingar" no presidente, o ministro afirmou que trata-se de uma "preocupação infundada" e que nem o presidente, nem ele, podem ser responsabilizados por possíveis fraudes na prestação de contas de candidatos do PSL. Segundo Bebianno, depois que o dinheiro sai do diretório nacional a responsabilidade passa a ser dos diretórios estaduais e dos candidatos. Ele ainda questiona porque não há a mesma preocupação em relação.

— Alguém botou minhocas na cabeça dele em relação a esse assunto. Por que ele não tem essa preocupação em relação a Minas Gerais? Não tem um problema em Minas Gerais, supostamente? Alguém diz que a responsabilidade é minha? É a mesma coisa, não é? É o mesmo caso.  

Bebianno se referia à suspeita levantada por uma reportagem publicada pela "Folha de S.Paulo" de que o ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio (PSL-MG), está envolvido em um esquema de corrupção de candidaturas laranjas em Minas Gerais. De acordo com o jornal, ele usou candidatos laranjas durante a campanha eleitoral do ano passado com o objetivo de amealhar uma fatia maior dos recursos públicos destinados ao financiamento eleitoral. O Globo
Reações:

0 comentários:

Postar um comentário