Translate

Compartilhe

https://www.facebook.com/deltan.dallagnol/videos/1384339188276453/

search este blog

  • Futuro Sorriso!

    Simião Célio posta vídeo para música Futuro Sorriso no YouTube

  • Reportando!

    6ª edição do AGORA SOMOS UM

  • Entrevista com Wallas Silva

    "Lutador de Muay Thai""

sábado, 31 de março de 2018

Entrevista com Mateus Santana - Evangelicalismo Político - Cê Viu?


Mateus Santana, é convidado para abertura do canal "Cê Viu?" dirigido por Ezequiel Porto e Simião Célio, na plataforma do YouTube. O vídeo inicial tratou sobre a recente experiência de Mateus, no Uruguai, onde apresentou um trabalho científico voltado para o campo da ciências sociais, cuja temática abordava o Evangelicalismo Político.

Em um paralelo de comparação cultural político entre Brasil X Urugai, Mateus Santana pode esclarecer durante a entrevista alguns pontos que contribuíram para o crescimento representativo da bancada evangélica no senado, e os motivos que de certa forma tem impedido a atuação de outras religiões (principalmente as de matrizes africanas) na esfera política brasileira.

Assista ao vídeo e fique por dentro da questão


sexta-feira, 30 de março de 2018

Pastor responde a mulher que diz ter ‘visitado o inferno (vídeo)

Na última segunda-feira (26), o programa Superpop (RedeTV!) recebeu líderes e estudiosos de diferentes religiões para falar sobre a possível “comunicação com os mortos” e outras experiências espirituais, como por exemplo, revelações e o dom de línguas.
Entre os convidados do programa estiveram Roberto de Ogun, o padre Jader, a pastora Yonara Santo, pastor Amós e o pastor e teólogo Bruno dos Santos.
Em uma conversa com o pastor Amós, que diz ter revelações, fazendo uso do dom de línguas, a apresentadora questionou o que seria a “língua dos anjos”, que Amós afirmava falar e o pastor Bruno dos Santos esclareceu a questão.
“A Bíblia relata um acontecimento no livro de Atos, que Lucas escreveu, lá no capítulo 2, onde as pessoas receberam o dom de línguas. Na verdade, é como se você fizesse um upgrade de inglês, por exemplo, e passasse a falar inglês de uma maneira repentina. Mas na Bíblia, a realidade de línguas eram de línguas conhecidas”, explicou Bruno, afirmando que o dom descrito em Atos não se refere estritamente à língua dos anjos.
Roberto de Ogun propôs um acréscimo ao debate, lembrando que Chico Xavier tinha uma experiência espiritual ao psicografar, mas não era exatamente pelo Espírito Santo e pastor Bruno novamente tentou esclarecer o assunto de forma discreta.
“Deus não é evangélico, Deus é Deus. Eu acredito que o Chico Xavier realmente foi uma grande pessoa. Eu não acredito, particularmente na doutrina que ele pregava, mas isso não desmerece quem ele era. Eu acho que a gente precisa separar as coisas”, destacou.
“Obviamente ele estava influenciado por alguma força espiritual. Nas nossas doutrinas cristãs nós vamos acreditar que aquilo que o influenciava não era necessariamente Deus ou divino, mas era de fundo espiritual. Então eu acho que a gente precisa também ter um pouco de longanimidade para entender”, acrescentou.

“Visitando o inferno”

Diante do testemunho da pastora Yonara Santo, que disse ter visitado o inferno 15 vezes – “sempre levada por Deus, para que pudesse voltar e alertar as pessoas na terra” – pastor Bruno destacou o perigo de se transformar uma experiência pessoal em doutrina.
“A experiência é válida para você, mas ela não pode ser uma base para todas as pessoas. Por exemplo, a Bíblia relata que o inferno não existe ainda”, afirmou.
Yonara tentou replicar, citando o episódio em que Jesus conta a história do “Rico e o Lázaro”, mas o pastor voltou a explicar que esta foi uma parábola contada por Cristo.
“O Rico e o Lázaro’ é uma parábola. O fato de Jesus citar um nome dá uma importância a essa parábola, mas ela não deixa de ser uma história que irá acontecer. O inferno ainda é uma realidade que não existe no mundo espiritual”, acrescentou.
“Quando a gente passa uma experiência como uma verdade absoluta, a gente cria uma doutrina em cima disso. A experiência dela é dela. O fato é que esta experiência não pode ser transformada em uma doutrina e as pessoas passarem a acreditar em uma mentira”, finalizou.
Confira o programa completo no vídeo acima. cominformaçõesgospelgeral


Sem público, Bolsonaro desmarca evento no Centro de Curitiba

O deputado federal e pré-candidato à presidência da República, Jair Bolsonaro (PSL), cancelou o ato que iria realizar na praça Santos Andrade, no Centro de Curitiba, nesta quinta-feira (29).
Nenhum dos apoiadores do político compareceu ao local marcado. O ato estava previsto para começar às 10h30 e a imprensa havia sido convidada pela assessoria na noite anterior, enquanto ainda acontecia o ato de encerramento da caravana do ex-presidente Lula pelo sul do país.  Às 11h, Bolsonaro passou pelo local.

Bolsonaro prometia lavar as escadarias da UFPR: “A ideia é esta mesmo, lavar a praça que foi usada por Lula, que deveria estar na cadeia e não fazendo caravanas pelo país. Vamos lavar esta sujeira que o PT fez e deixou no Brasil”, disse o político.
De acordo com a assessoria de imprensa, o evento acabou sendo cancelado para evitar conflito com estudantes da Universidade Federal do Paraná (UFPR) que assistiam a uma peça de teatro do Festival de Curitiba, apresentada na praça.
  • “Facistas e nazistas, não são democratas”, afirma Lula em Curitiba
Bolsonaro seguiu para um almoço no tradicional restaurante Madalosso, no bairro Santa Felicidade, em Curitiba.
Durante a coletiva de imprensa, o deputado Fernando Franscischini, que cuida da agenda do candidato à presidência, reafirmou que o ato foi cancelado em respeito a peça. “Não poderíamos atrapalhar a apresentação, seria uma imensa falta de respeito com os atores e o público”, afirmou.

Feminicídio e “Fim dos privilégios”

Questionado sobre como acabaria com o feminicídio caso seja eleito, Jair Bolsonaro cravou: “lei do feminicídio não funciona; melhor é arma na bolsa”, disse.
Sobre notícias falsas nas redes sociais, o deputado afirmou que não se importa se espalharem notícias falsas e positivas sobre ele. “Se forem notícias boas está tudo bem”, disse.
  • Prefere um papel com a lei, ou uma pistola na bolsa?”, afirmou Bolsonaro em Curitiba
Outro tema abordado por Bolsonaro foi o projeto de lei apresentado na Câmara dos Deputados que ficou conhecido como “Fim de Privilégios”. A proposta, de autoria de Bolsonaro e Fernando Francischini (PSL), prevê a revogação da lei que concede benefícios aos ex-presidentes da República.
Bolsonaro falou ainda que caso eleito terá uma equipe de técnicos compondo os Ministérios, e que extinguirá por exemplo o Ministério da Cultura, anexando como secretaria ao Ministério da Educação.

Ataque à caravana foi “factóide”

Jair Bolsonaro chegou a acusar o próprio PT de ter criado “um factóide” sobre o ataque à caravana, em que um ônibus teria sido atingido por três tiros, no interior do Paraná, na terça-feira. “Eles são especialistas nisso né… em se vitimizar. O PT vive de mentiras e factóides”, disse.
Em coletiva à imprensa, nesta quinta, o presidente do PT do Paraná, ex-deputado federal Doutor Rosinha, rebateu. Para Rosinha,  somente “uma pessoa com problema mental” diria que o próprio partido atentaria contra a caravana.
“Eu estava lá, imediatamente nós chamamos a polícia, saíamos dali, eu fui à delegacia junto quando foi tomado o depoimento de um jornalista e do motorista do ônibus. Solicitamos que no mesmo dia a perícia se fizesse presente porque nós não queríamos ser vítimas de ilações e mentiras… Acho que deve ser alguma pessoa que tem um problema mental ou muita má-fé imaginar que um de nós vamos dar um tiro em um ônibus que tem dentro dele gente nossa. Eu repudio em nome do PT esse tipo de argumento e espero o mais rápido possível que o laudo fique pronto”, afirmou Rosinha. cominformaçõesparanaportal

quarta-feira, 28 de março de 2018

Marco Feliciano, Samuel Ferreira e Abílio Santana estão confirmados no Gideões 2018

Milhares de evangélicos de diversas partes do país participarão do 36º Congresso Gideões Missionários da Última Hora que acontecerá entre os dias 21 e 30 de abril na cidade de Camboriú (SC).
 
A lista de preletores traz dezenas de nomes entre pastores com ministério no Brasil, e também no exterior. Entre eles temos os nomes do pastor José Wellington Júnior, presidente da Convenção Geral das Assembleias de Deus no Brasil (CAGADB); o pastor Marco Feliciano, da Catedral do Avivamento; o pastor Samuel Ferreira, da Assembleia de Deus Madureira de São Paulo; o pastor Abílio Santana, da Bahia; o pastor Adão Santos, do Pará; entre outros.
Presidido pelo pastor Reul Bernardino, o Gideões Missionários se mantém como o maior congresso pentecostal da América Latina, atraindo uma quantidade significativa de fiéis que saem de todos os estados brasileiros para participarem deste evento.
A edição de 2018 tem o seguinte tema: Desperta, ó tu que dormes, levanta-te dentre os mortos, e Cristo te esclarecerá”, texto de Efésios 5:14. informaçõesjmnoticias

Conexões da rua 6ª edição & "DEXTER o 8º Anjo"

No dia 14, de abril, Vitória da Conquista, receberá um dos grandes nomes do rap nacional, Marcos Fernandes de Omena, popularmente conhecido como DEXTER o 8º Anjo. Após, 13 anos exilado no sistema prisional, em 2011, DEXTER volta não só às ruas, mas aos palcos ministrando palestras, viajando por todo o país, rimando sua história de superação e sendo referência pra juventude que se identifica com sua trajetória de vida, e suas mensagens emitidas ao som do rap.

A 6ª edição do CONEXÕES DA RUA, além de ter como atração principal O RAPPER DEXTER, reúne Djs, grupos, artistas do rap e do movimento hip-hop da cidade, que ao som da batida perfeita se revelam como grandes talentos que estarão presentes na programação. São eles:

WUBEKO
TR-MC
LA-MÁFIA BAIANA
EMISSÁRIO RAELL
ZIKINHO DA Z.O
DJ LORO VUDU
DJ K-BLOCO
DJs 404

O encontro acontecerá no espaço de eventos Glauber Rocha, às 14:00, e durante a programação haverá atividades culturais. A entrada é 1Kg de Alimento não perecível.

Justin Bieber segue Selena Gomez e deve lançar CD gospel

O cantor canadense Justin Bieber está mesmo disposto a apostar mais em sua fé. É o que conta o jornal The Sun, que ouviu de uma fonte próxima do cantor que ele está planejando um disco mais “apropriado para os cristãos” em breve.

A escolha das músicas já começou a acontecer, e as letras devem inspirar temas de amor e redenção, longe da imagem que ele passou anos atrás, envolvido em polêmicas com bebidas e drogas. O jornal destacou ainda que ele está mais introspectivo quanto à sua religiosidade, depois que se aproximou ainda mais da Igreja Hillsong, da qual é membro batizado.
“Justin está à procura de músicas que realmente reflitam sua espiritualidade. Ele sempre foi religioso, mas nos últimos dois anos se aproximou da Igreja Hillsong e isso mudou toda a sua vida. Ele tem uma visão totalmente diferente agora. E embora Bieber esteja trabalhando com muitas das mesmas pessoas que ajudaram a fazer seu último álbum, Purpose, está remodelando seu som, com letras mais de acordo com os valores e crenças da igreja”, disse a fonte.
O cantor tende a seguir o mesmo que sua ex-namorada Selena Gomez, que anunciou este mês que iria na contra-mão do que desejavam seus empresários, e lançaria um disco gospel. Ela também frequenta a Hillsong.
No ano passado, Justin Bieber anunciou que iria encerrar sua turnê mundial “purpose”, para se dedicar a sua fé. À época, surgiram rumores de que ele passaria a ingressar no mercado evangélico, mas a informação não foi confirmada oficialmente. Agora, os rumores aumentam consubstancialmente. O novo disco, com uma pegada mais religiosa, no entanto, só deverá ser lançado em 2019. com informações portaldotrono

terça-feira, 27 de março de 2018

Sérgio Moro comenta série "O Mecanismo"

Criada e dirigida por José Padilha,  a série "O Mecanismo" da Netflix vem repercutindo comentários entre cidadãos comuns, atores e representantes políticos. A série retrata o atual cenário da política no Brasil, e a repercussão do caso "Lavo Jato" um dos maiores escândalos de corrupção até então revelados ao mundo.

Apesar de Padilha garantir que a série séria apartidária, muitas manifestações de opiniões em protesto a série tem sido desencadeadas, ao ponto de assinantes da Netflix reverberarem encerramento do plano com a mesma. 

Em entrevista ao site El País, José Padilha diz, “O fato de que O Mecanismo não tenha uma ideologia é fundamental. Dá na mesma que sejam de esquerda ou direita, a corrupção apodrece todos os partidos. Em meu país, a Operação Lava Jato começou antes de que Lula e o Partido dos Trabalhadores chegassem ao poder… E continuou com ele! Por isso os intelectuais de esquerda não podem dar lições de moral. Não há discussões ideológicas na trama, porque os ideais foram superados pelo dinheiro sujo”.

A temática esteve presente no programa Roda Viva, apresentado na noite desta segunda-feira, 26, em que o Juiz Sérgio Moro, fora o entrevistado da vez, e ao ser indagado por Sérgio Dávila, (Folha de São Paulo) se de alguma maneira se via representado na série, Sérgio Moro afirma que sim, que vê em parte, seu trabalho ali representado, segundo Moro, a série apresenta muitos pontos comuns e que conferem com aquilo que aconteceu na realidade, mas reconhece que é muito difícil se fazer uma obra fiel aos fatos, por se tratar de acontecimentos recentes.

veja trecho no vídeo (1:00:45)



VÍDEO: militantes LGBT agridem cristãos que protestavam contra propaganda homoerótica

Uma marca de roupas sociais promoveu uma campanha publicitária com modelos masculinos em poses homoeróticas, o que gerou grande polêmica e motivou uma manifestação pacífica de um grupo cristão, e um contra-protesto de ativistas da militância LGBT. Um vídeo do “encontro” mostra que um dos grupos não praticou a tolerância que prega.
O caso foi registrado na cidade de Nimega, na Holanda, próxima à fronteira com a Alemanha. Os cristãos que fizeram o protesto contra a propaganda da marca de roupas sociais integram a Stichting Civitas Christiana, uma organização pró-família.
No protesto, os dez cristãos foram vestidos de ternos, com cartazes defendendo a família tradicional, numa clara oposição à marca de roupas. “Casamento de Deus = 1 homem + 1 mulher”, diziam os cartazes dos manifestantes, que também distribuíam panfletos. Um deles usava um megafone para detalhar o motivo da manifestação.
Conforme o tempo passou, um grupo de aproximadamente 150 militantes LGBT se mobilizou para abafar o protesto dos cristãos. Dentre os participantes, estavam integrantes do Antifa, um grupo que se propõe a antagonizar todos os que, segundo os critérios do movimento progressista, se portam como “fascistas”.

Sob os olhares da Polícia, os militantes LGBT atiravam objetos, rasgavam panfletos, apalpavam e atiravam glitter contra os cristãos. “Eles foram hipócritas porque estavam pregando que deveríamos ser tolerantes com eles, mas eles eram muito agressivos”, disse August Weber, estudante e membro do SCC. “A polícia teve que intervir muitas vezes”, acrescentou, segundo informações do portal LifeSite News.

Lucas Zoonen, outro manifestante, afirmou que foi agredido com um soco por um dos militantes LGBT, mesmo com a postura de não revidar as agressões. “Você tem certeza de que está se saindo bem quando fazem algo agressivo. E se você se mantiver calmo, sabe que não conseguiria fazer melhor no momento”, comentou.
Ele foi atacado por uma mulher que jogou glitter sobre sua cabeça e esfregou em seus olhos, e terminou levada por um policial para longe dos cristãos. Ao mesmo tempo, uma das militantes LGBT gritava que “o discurso do ódio não é liberdade de expressão”, enquanto outro bradava que “Deus é gay, salve satã!”.

“Eles [militantes LGBT] gritavam o tempo todo. Eles não estavam realmente abertos para conversas ou debates. Eles estavam com raiva. Eles nos chamavam de fascistas”, disse Weber. “Precisamos de mais pessoas que se posicionem contra essa LGBT intolerante. Eu vou para a universidade; Eu tenho que ver isso. Está iluminado, mesmo depois do anoitecer. O protesto e o contra-protesto foram amplamente cobertos pela mídia holandesa”, acrescentou.
Como resultado dos protestos e da atenção que o caso ganhou na mídia, a marca de roupas sociais que criou a campanha, Suitsupply, perdeu mais de 12 mil seguidores no Instagram, e alguns de seus outdoors foram destruídos.


segunda-feira, 26 de março de 2018

Lula recebe chuva de ovadas em São Miguel do Oeste, SC (Vídeo)

Lula leva ovada em ato político em Santa Catarina Foto: PT/Ricardo Stuckert
O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) foi atingido por uma chuva de ovada durante um comício neste domingo (25). Ele falava sobre projetos para a agricultura na cidade de São Miguel do Oeste, em Santa Catarina.

Um dos seguranças precisou abrir um guarda-chuva para proteger o político dos arremessos. O autor não foi identificado porque estava dentro de um prédio vizinho à praça na qual acontecia o comício. O ex-presidente se revoltou e exigiu o trabalho policial de cima do palco.

– Esse cidadão está esperando que a gente fique nervoso, suba lá e dê uma surra nele. Eu espero que a Polícia Militar tenha a responsabilidade de ir atrás daquela casa, pegar esse canalha e dar um corretivo nele para não tacar ovo nas pessoas – afirmou Lula.

Na chegada da comitiva do ex-presidente, os carros também foram alvos de ovos e pedras de manifestantes na cidade. Um ônibus teve os limpadores de para-brisas arrancados. O deputado Paulo Pimenta (PT-RS), líder do partido na Câmara dos Deputados, se indignou com o caso.
– O que aconteceu foi um atentado criminoso. Poderia ter acontecido uma tragédia. O motorista ficou sem visibilidade – declarou. Com a manifestação, a comitiva do pré-candidato mudou o itinerário da caravana pelo Sul do país. com informações pleno.news


domingo, 25 de março de 2018

ATO INTERDENOMINACIONAL LEVA FIÉIS E AUTORIDADES A ORAREM POR VITÓRIA DA CONQUISTA (vídeo)

O findar da manhã deste sábado, na praça 9, de novembro, foi marcada por um ato de adoração, fé e comunhão; entre fiéis, líderes religiosos e autoridades da cidade de Vitória da Conquista, que unidos invocaram as bênçãos de Deus para a cidade, e para o Brasil.


Em entrevista ao blog, o Presidente do Conselho de Pastores, da cidade de Vitória da Conquista, Pr. Sebastião, falou sobre a iniciativa do ato interdenominacional, que visa por meio da oração tornar a cidade mais próspera e mais segura, disse que, enquanto a polícia militar cuida da segurança física, a igreja deve cuidar da segurança espiritual da cidade, assim contribuirá para que se reduza o índice de violência e morte entre jovens e adolescentes.

O Pr. e cantor Jonatas Brito, foi o responsável pela ministração dos louvores durante o ato. Também estiveram presentes no evento: Cláudia, representante da CDL. O vereador Cori,  representando o Legislativo, e o Sargento Albino, representante da Polícia Militar.

 (Vídeo)

quarta-feira, 21 de março de 2018

Priscilla Alcântara se declara para Ana Paula Valadão

A cantora gospel Priscilla Alcântara está em Orlando, nos EUA. Durante sua passagem por lá, visitou a Igreja Batista da Lagoinha Orlando, filial da igreja sediada em Belo Horizonte, conduzida nos EUA pelo Pastor André Valadão.

Na visita, Priscilla Alcântara ministrou canções ao público presente, e aproveitou para declarar seu amor a Ana Paula Valadão, líder do Diante do Trono. A ex-apresentadora do Bom Dia e Cia do SBT publicou nos stories de sua conta pessoal no Instagram que Ana Paula era uma inspiração de vida, e disse que uma geração que não honra a geração anterior “não frutifica frutos”.

Ana Paula Valadão também publicou trechos das ministrações de Priscilla em suas redes sociais, e disse que estava honrada em poder conhecer a mãe da jovem cantora: “Que alegria poder conhecer o ventre que gerou Priscilla Alcântara e que continua gerando os propósitos de Deus para a vida dela”, escreveu Ana Paula Valadão.

Priscilla Alcântara é reconhecida por ser uma das maiores influenciadoras dos jovens cristãos atualmente no Brasil. Além disso, costuma causar polêmicas ao defender um modo de evangelho mais liberal e menos hipócrita. Ela, por exemplo, já foi criticada por ter participado de shows seculares, como o Lollapalooza, e também por afirmar que conseguia louvar a Deus com músicas de Sandy e Pitty. Uma parte mais aberta dos evangélicos considera a postura da musicista como autêntica e inspirada por Deus, outros, no entanto, veem erros teológicos nos atos. com informações portadotrono

terça-feira, 20 de março de 2018

O segundo assassinato de Marielle Franco

Todas as vidas humanas têm valor e todos os crimes são abomináveis, seja o de um presidente de um país, o de um policial ou o de um garoto da favela; o de um negro ou o de um branco; o de uma mulher ou o de um homem; o de um gay ou o de um heterossexual.

Mas nem todos os crimes têm a mesma carga simbólica. Nem a intencionalidade dos assassinos é sempre a mesma. O pistoleiro que mata o dono de uma loja durante um assalto não persegue os mesmos objetivos que o fanático islâmico que executa um desenhista de caricaturas. Apesar de as duas vidas terem valor idêntico e os dois assassinatos serem igualmente condenáveis, o segundo encerra uma mensagem muito mais forte: não pretende só matar uma pessoa, seu propósito é destruir um modo de convivência social.

Quando um político é assassinado por sua própria condição de político, o assassino pretende algo mais do que matar uma pessoa. Quer acabar com suas ideias e, sobretudo, com seu direito a expressá-las. Se além disso ainda se trata de um cargo eletivo, as balas não são dirigidas apenas contra essa pessoa, mas contra todos aqueles que a elegeram para que as representasse. Por isso um crime político é algo mais que uma morte violenta, é uma tentativa de desestabilização, um atentado à democracia, como definiu o presidente Michel Temer em sua mensagem depois da brutal ação que acabou com as vidas de Marielle Franco e Anderson Gomes. Não é preciso compartilhar as ideias da vítima, pode-se inclusive divergir radicalmente delas. O fato de alguém ter sido assassinado também não implica que tivesse razão no que defendia. Mas um democrata deve condenar sem reservas o recurso à violência como meio de calar um político, um ativista social ou um cidadão que manifesta suas opiniões. Essa é a reação própria das sociedades civilizadas e é a que teve a imensa maioria do Brasil sob a comoção do que ocorreu no Rio de Janeiro: os três poderes da República, os principais partidos políticos, os meios de comunicação mais representativos, personagens públicos e não tão públicos, pessoas de esquerda, de centro, de direita ou sem ideologia política definida.

Quando alguém morre, nas circunstâncias que forem, as pessoas costumam respeitar a dor de sua família, deixar que seus amigos honrem a memória do falecido, demonstrar um pouco de solidariedade humana. Ninguém com o mínimo senso de convivência social se dedica a ofender quem perdeu a vida, muito menos inventar fofocas para sujar sua memória. É também próprio das sociedades civilizadas e é o que fizeram milhões e milhões de brasileiros nos últimos dias.
Mas no Brasil estão crescendo como um vírus infeccioso grupos que se empenham em romper com essas normas básicas da civilização. Aproveitam-se da confusão que o país vive, da miséria e da violência que abala as cidades, da herança nefasta de um sistema político tradicional corrupto até a medula, cujos representantes desfrutam de escandalosos privilégios. Dizem falar em nome da moral, da segurança pública ou até, em um traço de humor irônico, dos valores cristãos e do liberalismo. Utilizam a corrente imparável das novas tecnologias e, em muitas ocasiões, das possibilidades que oferecem para se esconder covardemente no anonimato. E aí, nesse oceano tormentoso e labiríntico, difundem todo dia suas toneladas de veneno, fazem detonar seus arsenais de ódio, despregam sua maquinaria de mentiras e difamações.

Assim chegamos até aqui. Até que um dos candidatos melhor situados para as eleições presidenciais de outubro, um homem que se gaba de ser o mais macho e valente, o único que tem a coragem precisa para enfrentar os criminosos, não tenha se atrevido a dizer uma palavra depois do assassinato político que comoveu o país. Parece, segundo disseram seus assessores, que não quer falar para não ser polêmico. Adiante, senhor Bolsonaro, fale, por favor. O silêncio é a resposta dos covardes. Fale, senhor candidato, explique por que não quer condenar o crime de uma política democrática, o senhor que se lançou à corrida eleitoral em nome da Bíblia. Nada mais vai nos surpreender no senhor depois de termos visto há apenas algumas semanas posando muito sorridente com o cartaz “Direitos humanos, esterco da vagabundagem”.

Mas a barbárie dialética no Brasil também tem sua versão pop. Esses garotos tão modernos, tão liberais, tão descontraídos e tão simpáticos que inundam as redes com seus vídeos cheios de piadas e gargalhadas. Esses jovens que dão lições de democracia e dizem ser o movimento que representa o Brasil Livre empregam atualmente todo seu empenho para relativizar as mortes de Marielle e Anderson. Em sua habitual mistura de ousadia e ignorância, até esgrimiram uma teoria destinada a revolucionar a ciência política: segundo eles, todos os assassinatos, absolutamente todos, são políticos. Nada que não se pudesse esperar de gente cuja noção do debate público se reduz a pouco mais do que uma troca de memes. O pior é que, em seu afã de levantar todos os dias uma trincheira, se prestaram a agir como veículo para espalhar uma série de mentiras que, além de manchar a memória da vítima, servem no fundo de justificativa para seu assassinato. Como se depois da morte física de Marielle fosse necessário perpetrar uma segunda morte simbólica. Claro que esses garotos tão corajosos e tão liberais se puseram rapidamente a dizer que não fabricaram essas difamações. Ingênuos que são, simplesmente reproduziram as mentiras alheias para servi-las de bandeja a seus fiéis. É o que há de bom nas redes: um se limita a compartilhar e a partir desse momento os responsáveis são outros.

Depois do que aconteceu nos últimos dias, fica mais claro do que nunca que não se trata de uma batalha entre direita e esquerda, nem de Governo contra oposição. A reação majoritária, acima das diferenças ideológicas, foi própria de uma sociedade democrática como a brasileira. Mas há outra corrente que percorre o país há tempo e que propõe um dilema que vai muito além do jogo político habitual: a civilização ou a barbárie. por Xosé Hermida - ElPaís

Marco Feliciano: ‘Caso Marielle se transformou em tribuna’

Marco Feliciano na rádio Jovem pan Foto: Reprodução
Na tarde desta terça-feira (20), o deputado Marco Feliciano participou do Pânico Jovem Pan. Durante o bate papo, o parlamentar comentou sobre o assassinato de Marielle Franco (PSOL).
– Como ser humano, brasileiro, acho lamentável o caso. Mas ela é só mais um número, é uma estatística infeliz. Ela é líder política do quê? Dei as minhas condolências à família, mas disse que não se pode fazer disso uma bandeira política. O vídeo que fiz foi no sentido de ser contra o oportunismo – esclareceu Feliciano.

Além do caso da vereadora carioca, ele também comentou sobre a ausência do prefeito do Rio de Janeiro, Marcelo Crivella, no carnaval. O político afirmou ser a favor do Estado mínimo e que não deveria ser dado dinheiro nem para a Marcha para Jesus, nem para o carnaval.
– Não penso que o Crivella deveria ter ficado (no carnaval). Ele seria um hipócrita se fosse no carnaval. O problema é o depois, temos os filhos do carnaval, as drogas, as famílias destruídas. Essa é a visão do Feliciano pastor. O artigo V da constituição diz que a pessoa tem direito à crença, seja ele prefeito ou qualquer coisa – afirmou o político.

A questão do islamismo também foi abordada na conversa quando Tognolli perguntou como ele vê o crescimento desta religião.
– Fui um dos primeiros parlamentares a fazer esse questionamento. Dois bilhões de islâmicos com 20% deles extremistas políticos. São 400 milhões de possíveis terroristas que morreriam e matariam pela religião. A Europa está sendo islamizada. O prefeito de Londres, no Reino Unido, é um muçulmano. A nova religião da Europa vem com um ranço e isso é perigoso. Além disso, a população europeia está diminuindo. Com isso, trazem a mão de obra mais barata do mundo, que é a do Oriente Médio, para trabalhar.

Feliciano também ponderou sobre diversos outros assuntos, desde o movimento Escola sem Partido, até a Comissão dos Direitos Humanos e os embates com a classe LGBT.
– O movimento LGBT está morrendo, vocês percebem? Na posição de presidente da Comissão, em apenas uma canetada minha proibi o repasse de R$ 10 milhões para o movimento. Assim, aqueles que iam para as manifestações porque receberiam uns R$ 50 e um pão com mortadela não vão mais – atestou. com informações pleno.news

sábado, 17 de março de 2018

Evangélicos do Rio preveem volta de Jesus em 2070 e picham muros e calçadas com aviso

Uma iniciativa controversa de fiéis de uma denominação evangélica no Rio de Janeiro tem misturado uma tentativa de adivinhar a data da volta de Jesus com vandalismo: muros, calçadas e pontos de ônibus têm sido pichados com a mensagem “Bíblia sim, Constituição não. Jesus voltará em 2070”.
Aproximadamente 200 fiéis da Igreja Pentecostal Geração Jesus Cristo têm se empenhado no “comunicado” da volta de Jesus daqui a pouco mais de 50 anos. As pichações, feitas com moldes e spray, já consumiram mais de dois mil tubos de tinta nas cores amarela, vermelha e preta.

As pichações vêm sendo feitas nas zonas norte, sul e oeste da capital, em áreas como o calçadão do Largo da Carioca, saída do metrô Uruguai, passarela do Maracanã, Museu da República, Catete, e outros pontos, assim como nas regiões Serrana e dos Lagos.
“Péssimo exemplo. Quem segue Deus não precisa sujar vias públicas”, criticou auxiliar de escritório Jefferson Cabral, ouvido pela reportagem do jornal Extra.

A Igreja Pentecostal Geração Jesus Cristo já havia atraído holofotes da mídia em agosto do ano passado, quando os fiéis organizaram uma passeata em protesto aos muçulmanos, referindo-se a eles como “assassinos”, “pedófilos” e “terroristas”. Na ocasião, formadores de opinião acusaram o líder da denominação, pastor Tupirani da Hora Lores, de promover intolerância religiosa, e ele terminou preso.

A sede da denominação fica no Morro do Pinto, em Santo Cristo, e exibe uma placa “Templo pós-prisão”, com duas mãos algemadas em prece. Essa mensagem é uma referência ao período de 18 dias que Hora Lores passou preso em 2009, acusado, também, de intolerância religiosa, por ter publicado vídeos com críticas a outras religiões. 
Condenado a pagar dez salários mínimos a uma instituição de caridade e a prestar serviços comunitários, o pastor continua enfrentando problemas legais, e recentemente o STF negou um pedido de trancamento da ação penal feito por sua defesa.

Sobre as pichações, que são feitas na madrugada, o pastor garante que “ninguém quer se esconder”: “Não estamos escondendo nada. Se apagarem, picharemos de novo. Se nos prenderem, quem tiver solto vai continuar”, avisou.

A empresa de limpeza urbana do Rio de Janeiro, Comlurb, prometeu remover as pichações e multar os pichadores que forem flagrados durante as blitze de fiscalização em R$ 205,00. com informações gospel+


quarta-feira, 14 de março de 2018

Cristã, ex-esposa de Stephen Hawking afirmou que sua fé o manteve vivo

Jane Hawking se casou com Stephen Hawking em 1965 e juntos ficaram por 25 anos até que, em 1991, o físico britânico pediu o divórcio. A história do casal foi a trama do filme ‘A teoria de tudo’, estreado em 2014.
Cristã, Jane enfrentou problemas em seu relacionamento pela falta de fé de seu esposo. Ateu, Stephen zombava das crenças da mulher e dizia classificando-as de “superstições religiosas”.
Em 2015 Jane concedeu uma entrevista ao jornal espanhol El Mundo falando sobre esse conflito entre o casal, mas disse que entendia a falta de fé do ex-marido. “Eu entendia as razões do ateísmo do Stephen, porque se à idade de 21 anos uma pessoa é diagnosticada com uma enfermidade tão terrível, vai acreditar em um Deus bom? Eu acredito que não”, afirmou.
Stephen Hawking era portador de doença Esclerose Lateral Amiotrófica (ELA). Os médicos disseram que ele viveria até os 23 anos, diagnóstico que não se cumpriu e, segundo Jane, isso se deve à fé que ela tinha.

“Eu precisava da minha fé, porque me deu o apoio e o consolo necessários para poder continuar. Sem minha fé, não teria tido nada, salvo a ajuda de meus pais e de alguns amigos. Mas graças à fé, sempre acreditei que superaria todos os problemas que surgissem”, disse ela.
Ironizando as falas do ex, Jane declarou que “foi precisamente a fé nesse Deus rechaçado pelas teorias cosmológicas do professor Hawking” que ela conseguiu suportar as dificuldades da enfermidade ao lado do físico.
Para ela, o fato de Hawking conseguir sobreviver tantos anos com a ELA, doença que paralisa todos os músculos do corpo, é um milagre. “Eu acredito que é um milagre que ele siga vivo. É um milagre da ciência médica, da determinação humana, são muitos milagres juntos. Para mim é muito difícil explicá-lo”, disse ela na época.
Com a morte de Stephen nesta quarta-feira (14), a entrevista sobre a fé de sua ex-esposa voltou a ser comentada nas redes sociais. com informações jmnoticias

segunda-feira, 12 de março de 2018

SAMUEL MARQUES Nova revelação no Futebol

Em busca de oportunidades para realizar o sonho de se tornar um jogador de futebol profissional reconhecido, Samuel Marques, segue passando por vários clubes e escolas de treinamentos, na esperança de poder atuar nos gramados mostrando sua habilidade com a bola. Sua história com a bola iniciou aos 6 anos de idade, aos 12 anos, foi campeão pelo TradSport, o momento vitorioso foi registrado nas páginas do jornal da época. A partir dai, passou a se dedicar ao futebol e aguarda ansioso por uma oportunidade de poder defender a camisa de um clube.

Oriundo de São Paulo, recentemente Samuel Marques, esteve em Vitória da Conquista, e passou uma temporada fazendo treinamentos e aguardando a oportunidade de poder atuar pelo time de base do Vitória da Conquista, acompanhamos sua rotina de treinos, e conhecemos um pouquinho de sua história e anseio no mundo do futebol. 

                                                                  Assista ao Vídeo. Confira!

sexta-feira, 9 de março de 2018

Pastora Helena Raquel é internada no Rio de Janeiro

Nota de esclarecimento divulgada pelo pastor Eleomar Dionel Foto: Reprodução Instagram  
A pastora Helena Raquel, da Assembleia de Deus de Vila Pacaembu, encontra-se internada em um hospital do Rio de Janeiro. A informação foi divulgada através das redes sociais pelo marido da religiosa, o pastor Eleomar Dionel. No comunicado, Eleomar pede orações pela esposa.

Informamos aos amados irmãos em cristo, pastores e amigos, que a pastora Helena Raquel se encontra hospitalizada e está impossibilitada de exercer suas atividades ministeriais e responder suas redes sociais. Contamos com a intercessão da Igreja e oramos pela sua breve recuperação – escreve o pastor.

A nota de esclarecimento não informa sobre o motivação da internação. No entanto, sabe-se que a pastora já saiu do Centro de Tratamento Intensivo (CTI) e está descansando no quarto.

Nas redes sociais, pastor Eleomar Dionel pediu orações pela esposa

Fonte: Pleno.News

Mansão que foi de Mike Tyson vai virar igreja evangélica

A antiga casa de Mike Tyson, que fica em Warren, no estado de Ohio, nos Estados Unidos, será transformada em uma igreja. A propriedade possui 2,3 mil metros quadrados e foi construída em 1979.  Tyson morou lá por 10 anos até vendê-la a Paul Monea, que fez fortuna anunciando vídeos de exercícios na TV americana, por 1,3 milhão de dólares (R$ 4,2 milhões).  Quando foi preso por crimes financeiros, em 2007, Monea decidiu vender a mansão para pagar dívidas. 

O comprador anônimo resolveu doar a casa à igreja Living Word Sanctuary.  – Tudo estava sem manutenção há mais de 10 anos. Tinha tanto mato que seria possível fazer uma fortuna com feno. Estamos convertendo em templo a área da piscina onde Mike fazia festas. A garagem, com quatro vagas será um lugar para jovens e também um berçário. Já as quatro celas de ferro onde ele guardava seus tigres brancos vão ser desmontadas para dar espaço a um salão – contou o pastor Nicholas DeJacimo ao jornal Tribune Chronicle.

segunda-feira, 5 de março de 2018

A Igreja Pentecostal Deus é Amor realiza culto em comemoração ao Dia Mundial do Evangelismo

Na tarde deste domingo, 4, de março, a Igreja Pentecostal Deus é Amor, realizou no espaço de eventos Glauber Rocha, da cidade de Vitória da Conquista, um culto em comemoração ao Dia Mundial do Evangelismo. O evento reuniu fiéis de várias localidades do estado baiano, além de contar com a presença das igrejas setoriais e circunsais da cidade e região. 

Testemunhos, louvores, orações por milagres e libertação fizeram parte da programação. A palavra foi ministrada pelo Pr. Internacional, Noberto Félix, a sua esposa missionária Joelma, teve participação nos louvores e testemunhou dos feitos de Deus na trajetória ministerial pelos mais de 22 países que passaram propagando as boas novas do Reino.

A sede da Igreja Pentecostal Deus é Amor, da cidade de Vitória da Conquista, está sob tutela do Pr. Alberto Soares, que foi o responsável juntamente com o corpo de obreiros, pela realização deste evento em comemoração ao Dia Mundial do evangelismo. Ao final, 18 almas se renderam a Cristo.

Veja como foi. Assista ao Vídeo.