Translate

Compartilhe

https://www.facebook.com/deltan.dallagnol/videos/1384339188276453/

search este blog

  • Futuro Sorriso!

    Simião Célio posta vídeo para música Futuro Sorriso no YouTube

  • Reportando!

    6ª edição do AGORA SOMOS UM

  • Entrevista com Wallas Silva

    "Lutador de Muay Thai""

segunda-feira, 30 de novembro de 2020

Prefeitos eleitos no 2º turno das eleições 2020; veja lista


Eleitores de 57 cidades brasileiras foram às urnas neste domingo (29) para voltar no 2º turno da eleição para prefeito.

Desses municípios, 18 são capitais.

Lista de prefeitos eleitos no 2º turno das eleições 2020

  1. Anápolis (GO): Roberto Naves (PP)
  2. Aracaju (SE): Edvaldo Nogueira (PDT)
  3. Bauru (SP): Suéllen Rosim (Patriota)
  4. Belém (PA): Edmilson Rodrigues (PSOL)
  5. Blumenau (SC): Mário Hildebrandt (Podemos)
  6. Boa Vista (RR): Arthur Henrique (MDB)
  7. Campinas (SP): Dário Saadi (Republicanos)
  8. Campos dos Goytacazes (RJ): Wladimir Garotinho (PSD) – sub judice
  9. Canoas (RS): Jairo Jorge (PSD)
  10. Cariacica (ES): Euclerio Sampaio (DEM)
  11. Caucaia (CE): Vitor Valim (PROS)
  12. Caxias do Sul (RS): Adiló (PSDB)
  13. Contagem (MG): Marília Campos (PT)
  14. Cuiabá (MT): Emanuel Pinheiro (MDB)
  15. Diadema (SP): Filippi Júnior (PT)
  16. Feira de Santana (BA): Colbert Martins (MDB)
  17. Fortaleza (CE): Sarto Nogueira (PDT)
  18. Franca (SP): Alexandre Ferreira (MDB)
  19. Goiânia (GO): Maguito Vilela (MDB)
  20. Governador Valadares (MG): André Merlo (PSDB)
  21. Guarulhos (SP): Guti (PSD)
  22. João Pessoa (PB): Cicero Lucena (Progressistas)
  23. Joinville (SC): Adriano Silva (Novo)
  24. Juiz de Fora (MG): Margarida Salomão (PT)
  25. Limeira (SP): Mario Botion (PSD)
  26. Maceió (AL): JHC (PSB)
  27. Manaus (AM): David Almeida (Avante)
  28. Mauá (SP): Marcelo Oliveira (PT)
  29. Mogi das Cruzes (SP): Caio Cunha (Podemos)
  30. Paulista (PE): Yves Ribeiro (MDB)
  31. Pelotas (RS): Paula Mascarenhas (PSDB)
  32. Petrópolis (RJ): Rubens Bomtempo (PSB) – sub judice
  33. Piracicaba (SP): Luciano Almeida (DEM)
  34. Ponta Grossa (PR): Professora Elizabeth (PSD)
  35. Porto Alegre (RS): Sebastião Melo (MDB)
  36. Porto Velho (RO): Hildon Chaves (PSDB)
  37. Praia Grande (SP): Raquel Chini (PSDB)
  38. Recife (PE): João Campos (PSB)
  39. Ribeirão Preto (SP): Duarte Nogueira (PSDB)
  40. Rio de Janeiro (RJ): Eduardo Paes (DEM)
  41. Rio Branco (AC): Tião Bocalom (PP)
  42. Santa Maria (RS): Jorge Pozzobom (PSDB)
  43. Santarém (PA): Nélio Aguiar (DEM)
  44. São Gonçalo (RJ): Capitão Nelson (Avante)
  45. São João de Meriti (RJ): Dr João (DEM)
  46. São Luís (MA): Eduardo Braide (Podemos)
  47. São Paulo (SP): Bruno Covas (PSDB)
  48. São Vicente (SP): Kayo Amado (Podemos)
  49. Serra (ES): Sergio Vidigal (PDT)
  50. Sorocaba (SP): Rodrigo Manga (Republicanos)
  51. Taboão da Serra (SP): Aprigio (Podemos)
  52. Taubaté (SP): Saud (MDB)
  53. Teresina (PI): Dr. Pessoa (MDB)
  54. Uberaba (MG): Elisa Araújo (Solidariedade)
  55. Vila Velha (ES): Arnaldinho Borgo (Podemos)
  56. Vitória (ES): Delegado Pazolini (Republicanos)
  57. Vitória da Conquista (BA): Herzem Gusmão (MDB)

FONTE: G1

sábado, 28 de novembro de 2020

CONQUISTA: Protesto reúne 300 motoboys que pedem justiça pelo jovem Gabriel

Foi realizado na manhã deste sábado (28), um novo protesto feito pelos colegas do motoboy Gabriel Gomes, que faleceu ontem (27), vítima de um grave acidente de trânsito, depois que um motorista supostamente embriagado atropelou o motoboy.

300 profissionais se reuniram no local onde o motoboy faleceu e pediram justiça pela morte do jovem. Foto:  blog do sena.

Concurso Público em Bom Jesus da Serra: IBEC antecipa aplicação das provas de alguns cargos

 

Em virtude da pandemia causada pelo COVID-19, a realização de provas para concursos públicos passou a ter um nível rígido de cuidado com a saúde dos candidatos, tendo em vista o alto índice de contaminação do vírus. Desta maneira, a Prefeitura Municipal de Bom Jesus da Serra e o IBEC, após estudos e montagem do Protocolo de Segurança para a realização das provas, chegaram a conclusão que a melhor maneira para aplicar as Provas do concurso seria em locais amplos e de fácil acesso. Portanto, ao analisarmos os locais disponíveis no Município de Bom Jesus da Serra para realização das provas, juntamente com a Prefeitura, levando em consideração que a quantidade de candidatos inscritos foi superior a capacidade prevista no Município, decidimos ANTECIPAR E DIVIDIR as provas de alguns cargos para o DIA 06 DE DEZEMBRO DE 2020.

CLIQUE AQUI E CONFIRA OS CARGOS QUE TIVERAM AS PROVAS ANTECIPADAS E OS NOMES DOS CANDIDATOS

Desta maneira, informamos que encontra-se publicado na página oficial do Concurso Público da Prefeitura de Bom Jesus da Serra-BA, o Edital de Convocação para a Prova Objetiva. Encontra-se publicado também, a Lista de distribuição de candidatos por sala. DICA: para pesquisar o seu nome na lista, basta abrir o arquivo publicado no site da empresa e digitar “CTRL + F”, logo após, digite o seu nome e espere a pesquisa ser concluída. Se preferir, o candidato também poderá consultar seu local de prova dentro da sua Área do Candidato. FIQUE ATENTO!!! Não menos importante, informamos que o Protocolo de Segurança contra o COVID-19 também foi publicado e o candidato precisa ficar atento para todas as observações.

Mais informações…

sexta-feira, 27 de novembro de 2020

Taxa de desemprego no Brasil sobe a 14,6% e bate recorde

O desemprego bateu um novo recorde no país, diante da crise instalada pela pandemia do novo coronavírus. De acordo com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), o desemprego avançou para 14,6% no terceiro trimestre deste ano. Com isso, subiu para 14,1 milhões o número de brasileiros que estão sem trabalho.

Segundo a Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (Pnad Contínua) do IBGE, 1,3 milhão de brasileiros entraram na fila do desemprego no terceiro trimestre deste ano. Isso porque, no segundo trimestre deste ano, o desemprego era de 13,1% e atingia 12,8 milhões de pessoas.


A Pnad Contínua também revelou uma taxa recorde de 30,3% de subutilização, mostrando que, além de 14,1 milhões de desempregados, o Brasil tem 33,2 milhões de trabalhadores subutilizados. De acordo com a pesquisa, ainda existem 5,9 milhões de desalentados no país, outro recorde da série histórica, iniciada em 2012.

Criação de empregos


A Pnad Contínua foi divulgada nesta sexta-feira (27/11) pelo IBGE, apenas um dia depois de o governo comemorar o resultado do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), que apontou a criação recorde de 394.989 vagas com carteira assinada no país em outubro, pelo quarto mês consecutivo.

A diferença entre os dados se explica porque o Caged considera apenas o mercado de trabalho formal. Já a Pnad Contínua analisa também a situação dos trabalhadores sem carteira assinada, dos trabalhadores por conta própria, dos trabalhadores domésticos e dos funcionários públicos.
 
A pesquisa do IBGE mostrou ainda que, apesar da geração positiva de vagas do Caged, o número de empregados com carteira de trabalho assinada no setor privado caiu 2,6% em relação ao segundo trimestre, o que representa uma redução de 788 mil vagas de trabalho entre julho e setembro. Além disso, a Pnad Contínua constatou que só a construção civil e a agricultura conseguiram ampliar o contingente de trabalhadores entre julho e setembro. Todas as outras atividades econômicas mostraram redução ou estabilidade do nível de emprego.

Fim do isolamento


Analista da pesquisa, Adriana Beringuy diz que a flexibilização do isolamento social também contribui com a alta do desemprego. "Em abril e maio, as
medidas de distanciamento social ainda influenciavam a decisão das pessoas de não procurarem trabalho. Com o relaxamento dessas medidas, começamos a perceber um maior contingente de pessoas em busca de uma ocupação”, explicou.

A pesquisadora do IBGE ainda ressaltou que o avanço do desemprego foi sentido em quase todo o país. “A taxa de desocupação, na comparação trimestral, subiu em dez unidades da Federação, permanecendo estável nas demais. Ou seja, nenhuma unidade da Federação do país conseguiu mostrar uma retração dessa taxa no terceiro trimestre. Isso mostra que todos os estados tiveram, de alguma forma, o mercado de trabalho bastante afetado”, apontou.

No Distrito Federal, por exemplo, o índice de desocupação bateu 15,6%, acima da média nacional. Os maiores índices de desocupação, contudo, estão no Nordeste. Por isso, a taxa de de desemprego da região é ainda maior: 17,9%. A menor taxa regional é a do Sul: 9,4%.

Ainda de acordo com o IBGE, o desemprego também afeta de forma mais intensa os pretos (19,1%), as mulheres (16,8%) e os jovens (31,4% entre os jovens de 18 a 24 anos de idade). Para Adriana, os dados mostram que "a diferença permanece" no mercado de trabalho. "Pretos e pardos têm taxa de desocupação maior e isso pode estar ligado à questão da baixa escolaridade dessa população e também de um maior nível de pessoas fora da força nessa população", comentou.
 

 EM

quinta-feira, 26 de novembro de 2020

STF decide que adventistas podem fazer concurso fora do sábado

Por 7 votos a 4, o Supremo decidiu hoje que adventistas que guardam o sábado têm direito de realizar exames de concurso público em outros dias da semana.

Votaram a favor os ministros Edson Fachin, Alexandre de Mores, Cármen Lúcia, Luís Roberto Barroso, Rosa Weber, Luiz Fux e Ricardo Lewandowski e contra os ministros Dias Toffoli, Kassio Nunes Marques, Gilmar Mendes e Marco Aurélio Mello.

Em qualquer caso, o órgão público deve avaliar o pedido, mas não necessariamente atendê-lo; a recusa deverá ser justificada. Todos consideraram que a data só pode ser mudada para o candidato adventista quando isso não afetar a igualdade de chances entre os candidatos.

A maioria também admitiu que servidores adventistas em estágio probatório não sejam dispensados caso se recusem a trabalhar entre o por do sol de sexta-feira e o de sábado.

Eles poderão compensar a falta em horários alternativos caso isso não desvirtue a natureza do trabalho nem cause prejuízo à administração pública.

 OAntagonista

CONQUISTA | Abaixoassinado para criação e efetivação de políticas públicas para geração de emprego e renda

Participe do abaixoassinado para criação e efetivação de políticas públicas para geração de emprego e renda no município de Vitória da Conquista. 

Para participar clique aqui

Apenas 4,7% dos filhos de pais sem ensino superior chegam à faculdade

O grau de escolaridade dos pais diz muito sobre as chances de ascensão social de um cidadão no Brasil. Em um grupo de 100 pessoas com familiares sem nenhuma instrução, 70 chegam no máximo ao fim do ensino fundamental e só entre 4 e 5 (ou 4,7%) concluem o ensino superior. Já se os pais terminaram a faculdade o mais provável é que os filhos também sigam esse caminho.

Esses dados são de estudo do economista Paulo Tafner, fundador e diretor-presidente do recém-criado Instituto de Mobilidade e Desenvolvimento Social (IMDS). Para ele, a falta de mobilidade social no Brasil é um fator de perpetuação da pobreza, mesmo após anos de crescimento econômico e de programas de transferência de renda. Basicamente, trata-se da dificuldade que um filho de família pobre tem para ascender na pirâmide e ter melhores salários.

As barreiras são principalmente educacionais, mas também estão na saúde e na assistência social, e são agravadas quando se trata da população negra.

No ano passado, um em cada quatro brasileiros viviam com menos de US$ 5 (R$ 26) por dia, o que caracteriza a condição de pobreza. Neste ano, com o auxílio emergencial, a fotografia mudou, mas não o filme.

O IMDS sintetiza o problema dizendo que "os pobres de hoje são filhos dos pobres de ontem". O instituto quer apresentar dados e auxiliar na formulação de políticas públicas para combater a falta de mobilidade social, inclusive trazendo experiências bem-sucedidas no Brasil e no exterior.

"Hoje em dia, um filho de classe média disputa uma corrida com seus pares. E o filho de famílias pobres não disputa a mesma corrida, mas, sim, uma diferente, com muito mais obstáculos do que um filho de classe média e muito mais ainda que um filho de rico", afirma Tafner, que teve participação ativa nos debates da reforma da Previdência aprovada no ano passado.

Segundo ele, as políticas públicas hoje são voltadas para aliviar a condição de pobreza no curto prazo, mas não há um investimento efetivo na qualidade do capital humano de crianças e jovens para que eles possam, no futuro, conquistar suas próprias oportunidades.

"Isso independe do dinheiro que você está transferindo para ele. Tem de ter o dinheiro para combater a pobreza, mas tem de ter um conjunto de programas sociais que façam com que essas crianças e jovens adquiram capital humano para disputar a mesma corrida", afirma o economista.

Dados da OCDE compilados pela entidade mostram que, no Brasil, são necessárias em média nove gerações para que alguém nascido em família de baixa renda alcance o rendimento médio da sociedade. É o dobro dos países da OCDE, onde é preciso aguardar quatro gerações e meia.

Para Tafner, o maior problema está na efetividade do gasto. Por isso, o instituto pretende firmar contratos com prefeituras, que têm o contato na ponta com a população, para dar apoio técnico na formulação de políticas que ajudem a melhorar os gastos com educação e saúde. No futuro, pode-se atuar propondo mudanças legais para lançar bases nacionais de uma política bem-sucedida. O IMDS tem hoje quatro integrantes, incluindo Tafner, e pretende lançar bolsas para incentivar pesquisas sobre o tema em cursos de mestrado e doutorado.

Entre brancos

Filha de pai e mãe com ensino fundamental incompleto, a estudante de publicidade Sabrina Mayara Soares de Alencar, de 23 anos, aposta na conclusão da faculdade para conseguir uma renda melhor no futuro. Ela sabe, porém, que sua trajetória não é regra, mas exceção. Entre seus conhecidos, é uma das poucas a conseguir subir o "degrauzinho" do ensino superior. "É muito difícil, principalmente para quem mora na minha cidade, a renda é muito baixa", conta a estudante, que mora em Itapoã, uma das regiões com menor renda per capita do Distrito Federal.

Ao concluir o curso de publicidade, a hoje estudante estará no pequeno grupo de 14,9% de filhos que completam essa etapa e têm pais com fundamental incompleto, segundo dados do recém-criado Instituto Mobilidade e Desenvolvimento Social (IMDS). Pela "lógica" da realidade brasileira, o mais provável seria que ela ficasse pelo meio do caminho, prejudicando não apenas suas próprias chances de ganhar mais, mas também reduzindo o potencial de crescimento da economia como um todo.

Os dados mostram que a situação se agrava quando se considera a população negra. Entre filhos de pais sem instrução, a chance de terminar o ensino superior é de 6,2% para brancos e 3,7% para negros. Mesmo entre filhos de pais com ensino superior completo, a proporção de quem repete o feito é de 71,7% para brancos e de 58,8% para negros.

Para dar esse passo na escalada social, Sabrina começou a trabalhar aos 15 anos, como estagiária, e seguiu como jovem aprendiz em uma agência de publicidade após concluir o ensino médio. A pausa nos estudos foi estratégica para conseguir se preparar financeiramente e pagar a própria faculdade, a partir deste ano. A mensalidade, já com um desconto obtido com uma bolsa parcial, fica em torno de R$ 320 por mês.

Hoje, Sabrina trabalha com carteira assinada como assistente de faturamento na mesma agência de publicidade onde era jovem aprendiz. Ela diz ter convicção de que o ensino superior lhe dará melhores condições de competir no mercado de trabalho.

Para o economista Paulo Tafner, diretor-presidente do IMDS e responsável pelo levantamento, o problema da mobilidade social não está restrito à questão racial, uma vez que atinge também brancos pobres. "Mas, obviamente, que no caso dos negros é um pouco mais grave", afirma ele.

Confira a entrevista  com Paulo Tafner:

De onde veio a ideia do instituto?
Em primeiro lugar, porque são mais de 30 anos de trabalho que envolvem questões sociais, particularmente a persistente pobreza no Brasil e os elevados índices de desigualdade. O Brasil nos últimos anos não cresceu, mas há 30 anos vem crescendo, embora menos do que poderia, e a gente tem situação de persistência de pobreza e de desigualdade. E tem programas sociais fortes, como Bolsa Família. Isso nos levou a questionar o seguinte: por que a gente, apesar de crescer, ainda que moderadamente, apesar de ter feito amplo programa de transferência de renda como o Bolsa Família e outros programas sociais, por que (mesmo) a gente tendo aumentado gasto com educação, saúde, a gente persiste com índices de pobreza e desigualdade tão assustadores? É diferente do que se poderia imaginar depois de tanto ter sido feito.

E qual é a causa?
No Brasil, lamentavelmente, a mobilidade social é baixa. É um país fechado. Pessoas dos estratos mais pobres, com baixa escolaridade, os filhos têm pouquíssimas chances de ascender socialmente, tirando casos excepcionais como jogador de futebol, um cara que é especialmente talentoso em alguma área. É assim que funciona nossa sociedade. Então a gente começou a desenvolver essa ideia e convenceu um conjunto de atores privados, que acharam pertinente um instituto voltado exclusivamente à questão da mobilidade e do desenvolvimento social no Brasil, com foco em levantamento das informações, estruturação desse conhecimento e, mais à frente, a proposição de políticas públicas que aumentem a mobilidade social.

O que pode ser feito?
Há medidas relativamente simples que podem ser adequadas como política pública independentemente de transferência de renda. Mobilidade basicamente é pegar filhos de famílias cujos pais têm baixa instrução e remuneração para que eles possam ter possibilidades maiores de migrar para estratos médios de renda e escolaridade. Assim como será importante ver o extremo oposto. Num país com alta mobilidade, mais igualdade de oportunidade, você tem gente indo dos baixos estratos para o médio, tem do médio indo para rico e tem o contrário, rico indo para o estrato médio. No caso do Brasil, tudo leva a crer que a migração do 1% mais rico é muito baixa. Significa dizer o seguinte: são basicamente as mesmas famílias que controlam a riqueza e os acessos há décadas, e isso não é bom. O bom é ter mobilidade.

O que está por trás do problema?
Basicamente, uma primeira constatação é que não falta dinheiro. A gente gasta com educação mais do que gastam muitos países no mundo, e a gente não produz educação boa para as crianças. E educação é o mais potente fator para mobilidade social. Gastamos com saúde a média de outros países como proporção do PIB, mas a nossa saúde em geral é ruim. O resultado efetivo do gasto é muito precário no Brasil. Isso significa ter mudança importante de política pública. Na área de educação, é necessário não só que haja manutenção do gasto, mas também um controle da qualidade do gasto.

Como?
Ter conteúdo mínimo obrigatório para todas as escolas públicas, independentemente da região, da renda média. Pobre e rico vão ter que aprender. É difícil? Então aí tem que ter um acompanhamento, por exemplo, com reforço escolar. Tem que diminuir o número de aulas perdidas na escola, que é enorme. Em alguns lugares isso chega a 20%, 22% das aulas. Isso ocorre nas localidades de renda baixa, com famílias mais pobres. Não adianta só gastar, é necessário cuidar da política pública, acompanhar, gerar mecanismos que gerem resultados efetivos.

Do ponto de vista racial, tem essa diferenciação na mobilidade social?
Tem, em que pese o fato isso ser um recorte. Obviamente eu não poderia dizer que o problema de mobilidade no Brasil está restrito à questão racial. Vale para todo mundo. Obviamente que no caso dos negros é um pouco mais grave. Em alguns casos, se assemelham muito.

Como fica o discurso da meritocracia?
Acho que temos que privilegiar a meritocracia, mas temos que dar condições para que as crianças filhas de ricos e de pobres, de instruídos e de analfabetos, participem da mesma corrida. Uma vez que eu crio essas condições, aí o mérito predomina. É claro que igualdade (total) é a meta, mas é uma meta que nunca vai ser atingida. Filho de rico vai ter acesso a coisas que o Estado jamais poderá prover, como networking social. Mas ele vai ter o mesmo conteúdo na escola. Se eu colocar para disputar na universidade em pé de igualdade em termos de conhecimentos gerais, matemática, física, química, português, um preto pobre e um branco rico têm condições iguais de ir bem no vestibular e fazer faculdade com mérito, inclusive sem precisar de cotas.


Agência Estado/DomTotal

quarta-feira, 25 de novembro de 2020

Brasil tem segunda maior alta de preços no atacado no mundo, mostra estudo


 O aumento dos preços no atacado no Brasil é o segundo maior do mundo, atrás apenas da alta de preços na Argentina, mostra um levantamento da economista-chefe da gestora de investimentos Armor Capital, Andrea Damico. A comparação foi feita com base nos índices de preços ao produtor (PPI, na sigla em inglês) de 82 países.

 No caso brasileiro, foi considerado o Índice de Preços ao Produtor Amplo (IPA), que está dentro do Índice Geral de Preços - Disponibilidade Interna (IGP-DI), da Fundação Getulio Vargas (FGV). No acumulado em 12 meses até setembro (que é o dado que consta no estudo), o aumento de preços chega a 26,03%. Mas a FGV (FGV) já publicou o resultado de outubro, o que levou o acumulado a 31,05%, não muito distante do resultado da Argentina no mesmo período (39,2%).

Os índices de preços no atacado captam basicamente o custo dos processos de produção - como os preços das matérias-primas e de produtos intermediários usados pelas indústrias, por exemplo. Esses custos têm subido por vários motivos, sendo um dos principais a desvalorização do real, que torna mais caros os insumos importados.

Por conta das condições atuais da economia brasileira, principalmente o desemprego em alta, tem sido difícil repassar a totalidade desse aumento de custos aos consumidores. Daí a diferença entre os indicadores: enquanto o IGP-DI acumula mais de 30% de aumento em 12 meses, o IPCA, índice oficial de inflação do País, está em 3,92% nesse mesmo período. A preocupação dos analistas é por quanto tempo será possível segurar esse repasse do atacado para o varejo, se as condições econômicas se mantiverem deterioradas por um período muito longo.

Em seu levantamento, com dados compilados pela plataforma CEIC, ligada ao grupo ISI Emerging Markets, Andrea só comparou os países que tinham dados para os meses de setembro ou outubro. Isso porque, a depender do local, esse indicador é informado com defasagem. Na União Europeia, por exemplo, o último número disponível é o de setembro. A Venezuela é, disparado, o país com maior alta de preços (258%) - mas o último dado disponível é de janeiro.

"Na comparação com os PPIs dos países do mundo, o Brasil perde para Venezuela e Argentina. O que a gente tem aqui é diferente do resto do mundo, mesmo dos emergentes. Depois do Brasil, tem a Turquia, com 18%, que subiu praticamente 5 pontos porcentuais de juros na semana passada. A maioria dos emergentes está oscilando entre zero e 5% de PPI. Não existe paralelo do nosso choque de preços do atacado no mundo emergente razoável, retirando Venezuela e Argentina."

Diante disso, a economista relata preocupação com a dinâmica inflacionária em 2021. Depois do anúncio do reajuste de planos de saúde referente a 2020 (8,14%) pela Agência Nacional de Saúde (ANS), houve revisão na projeção do IPCA do ano que vem, de 3,75% (centro da meta) para 4,0%. Ela espera que o IPCA em 12 meses atinge um pico de 5,75% em maio de 2021.

Choque do câmbio e do preço das commodities

Andrea Damico afirma que o Brasil vive hoje um choque duplo na inflação, de câmbio e de commodities, pois o aumento desses produtos no mercado internacional não se traduziu, como ocorre historicamente, em valorização do real, sobretudo por conta das preocupações fiscais no Brasil. O choque é quase triplo quando se considera também o aumento das exportações para a China neste ano.

Ainda há alta da demanda por causa do auxílio emergencial e, principalmente, na visão da economista, da poupança circunstancial de famílias de classe média, que deixaram de consumir serviços durante o período de isolamento social.

"Tenho muita preocupação com a inflação. O choque ainda não acabou. Se daqui em diante o IGP fosse zero, ainda assim o início de 2021 mostraria os preços de industriais pressionados. Mas o IGP segue elevado", diz, mencionando ainda que o preço do minério de ferro voltou a acelerar.

Ela aposta que o Banco Central deve começar a elevar a taxa Selic no segundo trimestre do ano que vem, levando os juros no fim do ano a 4,0%. A economista lembra que o BC pode usar o fiscal como álibi, já que muito dificilmente haverá algum avanço nas reformas estruturais no Congresso, mas que a questão da inflação também seria um argumento. Para ela, se a mediana do Boletim Focus - atualmente em 3,40% - chegar a 3,50% para 2021, já estaria próximo o suficiente do centro da meta para o BC retirar a prescrição futura.

Terra

Conquista: Empresa terceirizada oferece diversas vagas de emprego, confira


 Uma empresa está selecionando candidatos para ocuparem várias vagas de emprego em Vitória da Conquista. Confira as oportunidades:

– Auxiliar de limpeza;

– Serviços gerais;

Jardineiro;

– Auxiliar de depósito;

– Controlador de acesso;

– Motorista;

– Assistente administrativo.

Para concorrer a uma dessas vagas é preciso ter ensino fundamental ou médio completo. Quem estiver interessado pode encaminhar currículo para RH@PRATICASERVICE.COM.BR .


Blog do Rodrigo Ferraz

Morre Diego Maradona após parada cardiorrespiratória, diz jornal


O ex-jogador argentino Diego Maradona morreu nesta manhã em sua casa após sofrer uma parada cardiorrespiratória, segundo o jornal Clarín.

Maior jogador da história do futebol argentino, Diego Armando Maradona morreu nesta quarta-feira (25) aos 60 anos.

Maradona sofreu uma parada cardiorrespiratória em sua casa em Tigre, segundo o jornal argentino "Clarín".

O ex-jogador sofreu uma delicada cirurgia no cérebro no começo do mês e recebeu alta oito dias depois.

O campeão mundial nas Copas de 1978 e 1986 passou por uma cirurgia para drenar uma pequena hemorragia no cérebro.

O médico Leopoldo Luque afirmou na ocasião que a cirurgia era considerada simples, mas havia preocupação pela condição de saúde do ex-jogador.

G1

MENTES QUE CUIDAM - APOIE ESSA CAUSA! (vídeo)


O coordenador do projeto Mentes que Cuidam, da cidade de Vitória da Conquista, concedeu uma entrevista ao nosso blog.

Além de falar sobre a proposta do projeto compartilhou de sua experiência como profissional da área da saúde no enfrentamento na linha de frente no combate a Covid-19.

Veja a entrevista completa no vídeo, entenda a proposta do projeto, abrace essa causa e seja um colaborador. 
 
 

domingo, 22 de novembro de 2020

ELEIÇÕES 2020 | PSC manifesta seu posicionamento no segundo turno em Conquista

Após muito diálogo com a Executiva Nacional, Estadual e Municipal do PSC (Partido Social Cristão), com o nosso candidato a vice-prefeito e com os nossos 32 candidatos a vereadores – destacando o nosso vereador, Dênis do Gás, e o recém-eleito, Nildo Freitas – o nosso presidente municipal, Ney Mota, vem em nota oficial manifestar o posicionamento do partido em relação ao segundo turno das eleições para prefeito do município de Vitória da Conquista, esclarecendo o seguinte: o candidato Zé Raimundo (PT), através da presidência e coordenadores do seu partido, em conversa com o PSC, apresentou-se com respeito e reconhecimento da importância da legenda, manifestando interesse de apoio político que permitiria abertura ao diálogo e ao espaço político para que o PSC pudesse contribuir diretamente para o crescimento do município e da sua legenda.

O PSC se sente honrado e agradece o convite que, com certeza, apresentou um caráter confiável, mas, infelizmente, por questões de princípios norteadores da fé cristã, em que o PSC sempre defendeu e é a sua principal agenda, existe no momento uma incompatibilidade por conta dos mesmos, embora entenda que o candidato Zé Raimundo tenha o apoio de alguns do seguimento evangélico, e o PSC respeita a posição de cada um deles.

Em relação ao candidato Herzem Gusmão (MDB), o PSC esclarece que em 2016, o partido, no primeiro e segundo turno, exerceu um importante papel na conquista do pleito, sendo um partido participativo e que contribuiu de forma substancial na eleição do atual gestor sem exigir nada em troca.

Infelizmente, o atual gestor sempre demonstrou de temperamento difícil ao diálogo, como é sabido por todos, sempre de forma desrespeitosa e truculenta, dificultando suas relações com o PSC e o mesmo de contribuir mais diretamente com o progresso da cidade.

Em alguns momentos, ignorou e desdenhou da relação política com o partido, inclusive na esfera federal e estadual, e não cumpriu com qualquer compromisso feito já como prefeito, demonstrando desrespeito e que não merece a confiança do PSC para qualquer apoio político.

Ainda assim, por amor a nossa Vitória da Conquista, o PSC articulou através do então deputado federal Irmão Lázaro, quase R$ 1,5 milhão de emendas parlamentares, boa parte delas usadas nesse governo, como por exemplo, a reforma da Praça Vitor Brito (Praça da Bíblia) e R$ 770.000,00 (setecentos e setenta mil) diretamente para a saúde do nosso povo.

Também, por amor a nossa cidade, sempre deixou o nosso vereador, Dênis do Gás, livre para votar junto com o governo naquilo que era interessante para o povo, mostrando assim que o PSC não coloca questões partidárias como conduta contrária aos princípios da verdade e do respeito às pessoas. Diante desses esclarecimentos, o PSC decide que no segundo turno terá um posicionamento de neutralidade, deixando seus candidatos, filiados e quase 10.000 eleitores livres para votar conforme a sua consciência, sendo vedado o uso do nome do PSC. Quanto ao nosso vereador eleito, bem como o primeiro, segundo e terceiro suplente, em concordância, seguirão a mesma orientação do partido.

O PSC continuará orando por todas as lideranças e sempre pronto a servir, independente do resultado desta eleição.

sexta-feira, 20 de novembro de 2020

Homem negro é espancado e morto por seguranças do Carrefour em Porto Alegre


Um homem negro foi espancado até a morte por dois homens brancos em Porto Alegre, no Rio Grande do Sul, na noite desta quinta-feira (19), véspera do Dia da Consciência Negra, em uma unidade do supermercado Carrefour. Os acusados pela morte de João Alberto Silveira Freitas, de 40 anos, presos em flagrante, eram um segurança da unidade e um policial militar.

As imagens do espancamento foram registradas em vídeo e circulam nas redes sociais. A investigação trata o crime como homicídio qualificado e, segundo apuração da Brigada Militar, como é chamada a Polícia Militar em Porto Alegre, as agressões começaram após desentendimento entre o homem negro que acabou vítima do espancamento e uma funcionária do Carrefour, que fica no bairro Passo D'Areia, na Zona Norte da capital gaúcha. A Brigada Militar diz que a vítima teria ameaçado bater na funcionária do supermercado, que então chamou a segurança.

Confira o vídeo da agressão que circula nas redes sociais:

Detidos e presos em flagrante por homicídio qualificado, os agressores tinham 24 e 30 anos e eram brancos. Um deles era segurança de uma empresa terceirizada no Carrefour e o outro, policial militar "temporário", que foi levado para um presídio militar.

Em nota, o Carrefour informou que lamenta profundamente o ocorrido, diz ter iniciado rigorosa apuração interna dos fatos e ter tomado providências para que os responsáveis sejam punidos legalmente pelo assassinato do homem identificado como João Alberto Silveira Freitas. A rede de supermercados chamou ato de criminoso e anunciou rompimento do contrato com a empresa de segurança.

A Brigada Militar, também em nota, informou que o PM é "temporário" e estava fora de seu horário de trabalho. O comunicado diz ainda que suas atribuições são limitadas à "execução de serviços internos, atividades administrativas e videomonitoramento" e "guarda externa de estabelecimentos penais e de prédios públicos". Não ficou claro, em nenhum momento, o que ele fazia no mercado no momento em que espancou até a morte a vítima.

Após discussão com funcionária, vítima foi levada para área externa

Após o caso, na madrugada desta sexta-feira (20), a Polícia Civil ouviu testemunhas e apurou que Freitas, a vítima, teria sido levado da área de caixas do supermercado para a entrada da loja e, então, iniciado a briga dando um soco no PM. Após isso, ele foi jogado no chão e surrado pelos dois homens, que em momentos do vídeo aparecem por cima dele.

A polícia vai analisar as imagens do vídeo que circula nas redes sociais, em que é possível ver dos homens vestindo roupa preta, o que aparenta ser o uniforma dos seguranças do Carrefour, dando socos no rosto da vítima, já jogada no chão. Uma mulher próxima a eles parece filmar as agressões com um celular. A Polícia Civil diz que, além desse vídeo, também vai analisar as câmeras de segurança do local.

Já com sangue espalhado pelo chão do lado de fora da unidade do Carrefour, outras pessoas aparecem em volta da vítima, enquanto os dois agressores continuam seguem em cima dele, o espancando mesmo sem nenhuma reação.

Uma equipe do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) tentou reanimar Freitas depois do espancamento, mas ele morreu no local. O crime está em investigação pela Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) de Porto Alegre.

O que dizem Carrefour e a Brigada Militar?

"O Carrefour informa que adotará as medidas cabíveis para responsabilizar os envolvidos neste ato criminoso. Também romperá o contrato com a empresa que responde pelos seguranças que cometeram a agressão. O funcionário que estava no comando da loja no momento do incidente será desligado. Em respeito à vítima, a loja será fechada. Entraremos em contato com a família do senhor João Alberto para dar o suporte necessário.
O Carrefour lamenta profundamente o caso. Ao tomar conhecimento deste inexplicável episódio, iniciamos uma rigorosa apuração interna e, imediatamente, tomamos as providências cabíveis para que os responsáveis sejam punidos legalmente. Para nós, nenhum tipo de violência e intolerância é admissível, e não aceitamos que situações como estas aconteçam. Estamos profundamente consternados com tudo que aconteceu e acompanharemos os desdobramentos do caso, oferecendo todo suporte para as autoridades locais" , diz o Carrefour.

Já a BM diz que "Imediatamente após ter sido acionada para atendimento de ocorrência em supermercado da Capital, a Brigada Militar foi ao local e prendeu todos os envolvidos, inclusive o PM temporário, cuja conduta fora do horário de trabalho será avaliada com todos os rigores da lei. Cabe destacar ainda que o PM Temporário não estava em serviço policial, uma vez que suas atribuições são restritas, conforme a legislação, à execução de serviços internos, atividades administrativas e videomonitoramento, e, ainda, mediante convênio ou instrumento congênere, guarda externa de estabelecimentos penais e de prédios públicos. A Brigada Militar, como instituição dedicada à proteção e à segurança de toda a sociedade, reafirma seu compromisso com a defesa dos direitos e garantias fundamentais, e seu total repúdio a quaisquer atos de violência, discriminação e racismo, intoleráveis e incompatíveis com a doutrina, missão e valores que a Instituição pratica e exige de seus profissionais em tempo integral".

IG 

quinta-feira, 19 de novembro de 2020

Russomanno declara apoio a Covas


Celso Russomanno e o Republicanos acabam de soltar nota em que declaram apoio a Bruno Covas.

Diz o texto:

"O Republicanos de São Paulo e o deputado federal Celso Russomanno anunciam apoio ao prefeito Bruno Covas (PSDB) no segundo turno. O partido entende que a moderação e o equilíbrio são fundamentais para que a cidade possa avançar e que Bruno Covas é a pessoa mais preparada para isso".

Época

Aliança entre PT e bolsonaristas no Recife une os dois lados que brigaram devido a aborto da menina vítima de estupro


A aliança de petistas e psolistas com bolsonaristas no segundo turno de Recife, na disputa contra o PSB, já começou a gerar consequências inevitáveis do paradoxo que é o caso.

Agora, estão lado a lado os militantes que meses atrás se enfrentaram na frente de uma maternidade pública da cidade, no episódio do aborto legal pelo qual passou uma menina de 10 anos vítima de estupro.

A petista Marília Arraes e seu vice, João Arnaldo, do PSOL, já receberam apoio do Podemos, partido da bolsonarista (e até outro dia morista) Delegada Patrícia, e do prefeito reeleito de Jaboatão dos Guararapes, o bolsonarista Anderson Ferreira.

Época

Pesquisa mostra que 57% dos servidores públicos federais preferem voltar ao trabalho presencial em regime escalonado


Para muitos dos 42.793 servidores públicos que responderam voluntariamente ao questionário, o maior receio em tempos de pandemia é transmitir a Covid-19 para familiares.

Quando o trabalho presencial for retomado, a maioria dos servidores (57%) prefere voltar às atividades em turnos ou dias alternados. Apenas 4,8% espera que todos os profissionais voltem ao mesmo tempo. Em relação à saúde e segurança no local de trabalho, o protocolo que os servidores esperam que seja adotado deve contemplar, prioritariamente, desinfecção diária das áreas de trabalho e áreas comuns, distanciamento social, horário flexível e aferição de temperatura. 

Estes são dados preliminares da pesquisa “Retorno seguro ao trabalho presencial”, realizada pela Escola Nacional de Administração Pública (Enap)– em parceria com Banco Mundial e Ministério da Economia (ME)– entre agosto e setembro de 2020. Ao todo, 42.793 servidores públicos responderam voluntariamente ao questionário. 

"A pesquisa é um importante instrumento para a tomada de decisão no setor público e auxiliará gestores no aperfeiçoamento dos planos de volta às atividades presenciais. Também serve de insumo para possíveis experimentos de trabalho remoto para além do contexto da pandemia”, enfatiza o presidente da Enap, Diogo Costa.

Contaminação, transporte e filhos 

Entre as preocupações apontadas em relação ao retorno das atividades presenciais, a maior delas é a de contrair a Covid-19 no trabalho e infectar familiares (90%). Locais adequados para deixar as crianças (43%) e poucas opções de transporte para o trabalho (61%) também estão entre os receios destacados. 

“A pesquisa traz a experiência dos servidores em formatos de expediente adaptados aos tempos de pandemia, além de suas expectativas e preferências sobre o retorno ao trabalho presencial. Mostra quais são os medos, as preocupações e, também, aponta caminhos para uma retomada mais segura", explica a diretora de Altos Estudos da Enap, Diana Coutinho. 

Utilização de máscaras é um item que deve ser obrigatório, na opinião de 42% dos entrevistados. Para a maior parte dos servidores públicos (66%), o retorno deve acontecer, no mínimo, a partir de janeiro de 2021. 

Sobre a possibilidade de continuidade do trabalho remoto, quase metade (45%) dos servidores públicos federais disse que gostaria de ter essa opção, mesmo após a pandemia.

Nesta semana, o Ministério da Economia publicou uma Instrução Normativa com orientações sobre retorno gradual e seguro ao trabalho presencial. Entre outras medidas, a IN prevê que a presença de servidores e empregados públicos em cada ambiente de trabalho, neste primeiro momento, não deverá ultrapassar 50% do limite de sua capacidade física.

Além disso, deve ser mantido o distanciamento mínimo de um metro entre as pessoas. 

Dados gerais 

O órgão que registrou o maior percentual de respostas à pesquisa em relação ao número de servidores foi o Ministério da Educação (34,9%), seguido pelo Ministério da Economia (19,9%). 

No quesito relacionado ao trabalho remoto em tempo integral, as instituições com maior percentual de servidores nessa modalidade entre os meses de abril e julho foram Controladoria-Geral da União (CGU), Ministério do Turismo (MTur), Advocacia-Geral da União (AGU) e ME. 

Gov.br/economia

Eleições 2020: Cabo Herling declara apoio à candidatura de Herzem Gusmão no 2º turno

O ex-candidato a prefeito pelo PSL em Vitória da Conquista, Cabo Herling, divulgou uma nota declarando apoio à candidatura do atual prefeito Herzem Gusmão (MDB) no 2º turno.

De acordo com a nota, o apoio de deve ao alinhamento dos princípios defendidos pela campanha de Herzem com a campanha do Cabo Herling no 1º turno.

A nota diz ainda entender o apoio objetiva não permitir o retrocesso político na cidade.

Confira a nota na íntegra:

Nota de Esclarecimento

Eu, Cabo PM Herling, pai, esposo e servo do Deus Vivo, disputei as eleições a Prefeito de Vitória da Conquista, movido pelo amor a nossa gente e a minha cidade, a jóia do Sertão Baiano .

Apresentamos o melhor Plano de Governo para Conquista, na área da estrutura administrativa propomos uma economia de mais de 1.5milhão de reais, Escola em tempo Integral no modelo Cívico Militar, Hospital da Mulher e da Criança, capacitação e valorização dos Servidores.

Mantivemos independência e coerência política do que acreditamos, respeitando os princípios de Deus, Família e Pátria,na busca de uma gestão pública eficiente e menos partidária.

Agora,no 2° turno julgo ser saudável o nosso apoio ao Prefeito Herzen Gusmão, que está alinhado com os princípios de Deus Pátria e Família .

Juntos venceremos essas eleições com a maior votação já vista na história da nossa cidade.

Nunca, jamais o povo permitirá a afronta a esses princípios e o retrocesso político.

Vamos pra dentro da campanha lado a lado com o Prefeito.

Em tempo,quero agradecer a Deus,a minha Família , aos meus irmãos em Cristo,aos amigos e colegas das Forças de Seguranca Pública, a minha amada PMBA e a todos os Conquistenses.
Agora estamos mais fortes, e 2022 é logo ali.

Agradeço também aos eleitores e aos meios de comunicação que viabilizaram a propagação de nossas idéias .

Por fim, peço a Deus que mantenha em nossos corações o que revela a sua palavra em João 3.30v que ELE cresça e eu diminua… Agora é 15!

Blog do Sena

Eleições 2020: Podemos recomenda apoio à candidatura de Zé Raimundo no 2º turno | Veja nota!

 

A direção estadual do Podemos, através de seu presidente o deputado estadual João Bacelar, divulgou uma nota nesta quinta-feira (19), recomendando o apoio à candidatura de José Raimundo Fontes (PT) no segundo turno.

O Podemos elegeu os vereadores Hermínio Oliveira e o delegado Marcus Vinícius em Vitória da Conquista.

Até então, Hermínio Oliveira era aliado de Herzem Gusmão. Com a recomendação mudanças podem ocorrer no cenário eleitoral.

Até agora, Hermínio não se manifestou.

Confira a nota:


Ontem, durante a plenária geral da campanha da Coligação A Conquista do Futuro, Romilson Filho e o grupo independente estiveram presentes e declararam apoio a Zé Raimundo. 

Blog do Sena

“Queremos trabalhar”, gritam trabalhadores na porta da Viação Cidade Verde; Confira o vídeo

Na tarde desta quarta-feira(18), um grupo de rodoviários realizaram protesto em frente a garagem da Viação Cidade Verde, empresa que encerrou as atividades em Vitória da Conquista devido a decisão judicial e foi substituída pela Atlântico, contratada pela Prefeitura Municipal de forma emergencial e sem licitação. Em diversos pronunciamentos oficiais, o Governo Municipal garantiu que todos os funcionários da Cidade Verde seriam contratados para atuar na Atlântico. No entanto, os ex-funcionários alegam que menos de 10% foram contratados.

Em entrevista ao Blog do Sena, durante a manifestação ocorrida ontem, o rodoviário Jonathan Lorosa conta que mais de 300 funcionários estão sem trabalho há cerca de 30 dias, e com as carteiras de trabalho retidas.”Uma parte dos rodoviários estão desempregados por conta da situação que a prefeitura nos colocou, tirando nosso direito de vestir a farda. Quase 30 dias sem trabalhar, sem saber o que fazer porque nossas carteiras ainda estão sem dar baixa, sem receber rescisões, sem poder dar entrada no seguro”, contou.

O rodoviário afirma também que é inverídica a informação de que 240 funcionários da Cidade Verde foram contratados. ” A Prefeitura, com a secretária de mobilidade urbana, lançou uma nota dizendo que contratou 240 rodoviários da Cidade Verde, e isso é mentira. Sabemos que não foi 10% dos rodoviários que trabalhavam aqui que estão atuando na Atlântico.

Em contato com o Blog do Sena, o secretário de mobilidade urbana, Jackson Yoshiura, alegou que um segundo processo de seleção, que será comunicado pela empresa, deve ocorrer nos próximos dias. 

Blog do Sena

Confira o vídeo:


Eleições 2020: Marcell Moraes declara apoio à campanha de Zé Raimundo no 2º turno

Marcell Moraes, que havia declarado apoio à candidatura de Romilson Filho (PP) a prefeito, declarou apoio à Zé Raimundo (PT) neste 2º turno.

Na plenária geral da campanha de Zé Rainundo, realizada na última quarta-feira (18), Romilson esteve presente e declarou publicamente apoio a Zé. Com a vinda de Romilson, todo o grupo independente, formado pelos partidos PP, Cidadania e PTC, também declarou apoio ao petista.

Marcell chegou a lançar a pré-candidatura a prefeito de Vitória da Conquista, no entanto, em função de uma recomendação de seu partido, o PSDB, ele desistiu de concorrer ao pleito.

O PSDB, presidido em Conquista por Claudionor Dutra, declarou apoio a Herzem desde o primeiro turno.

Blog do Sena

Eleições 2020 em Conquista: PSC define apoio no segundo turno na próxima segunda-feira

 


O presidente do PSC, Ney Mota, declarou à imprensa que o partido já está em conversas internas com suas lideranças e o seu vereador eleito, Nildo Freitas, para definir os rumos do partido em apoio ao segundo turno.

Vale ressaltar que o PSC sempre foi um partido que fez a diferença nas eleições passadas, sempre como o “fiel da balança” no processo eleitoral na definição  O partido teve quase nove mil votos nesse pleito e tem uma representatividade sólida na comunidade, principalmente no seguimento cristão.

Na oportunidade, o PSC agradece ao vereador Denis do Gás, sempre fiel e leal ao projeto do partido e ao município, pelos serviços que presta de forma dedicada e honrosa à cidade. Denis continua sendo uma das grandes lideranças do PSC, ao lado de Ney Mota.

“Obrigado também a Vitória da Conquista pelo apoio aos nossos candidatos!”, agradeceu Ney Mota.

Blog do Rodrigo

BAHIA: Organizações de Saúde são alvo de operação da Polícia Federal nesta quinta

A APMI, Organização Social de Saúde (OSs), é alvo de uma operação da Polícia Federal (PF) na manhã desta quinta-feira (19). Foram expedidos seis mandados de prisão, cinco de preventiva e um de temporária, e outros 16 de busca e apreensão em Salvador, Castro Alves, Guanambi e Juazeiro.

De acordo com a corporação, a operação batizada de Metástase, que faz alusão à corrupção como uma espécie de câncer da sociedade, conta com apoio da Controladoria-Geral da União (CGU) e visa a desarticular um esquema de fraude em licitações e desvio de recursos públicos destinados à gestão do Hospital Regional de Juazeiro. Na unidade, o contrato é da APMI, mas a gestão é feita pela IBDAH.

Os agentes apuraram que a organização criminosa investigada passou a dominar a gestão de inúmeras unidades da rede estadual de saúde sob gestão indireta. Com fraudes nas licitações públicas, eles usavam diferentes Organizações Sociais de Saúde (OSs), que, na verdade, são controladas pelo mesmo grupo empresarial. Ou seja, eram registradas em nome de “laranjas”.

De acordo com a apuração da PF, essas OSs passaram a contratar empresas de fachada ligadas ao mesmo grupo investigado, com contratos feitos de forma direcionada e superfaturamento. Através desse esquema, “os recursos públicos destinados à administração hospitalar eram escoados, sem que muitos dos serviços fossem efetivamente prestados ou os produtos fossem fornecidos”, diz a corporação.

A medida é decorrente de um inquérito instaurado em setembro pelo Ministério Público Federal (MPF) para apurar supostos desvios no Hospital Regional de Juazeiro. Na época, o inquérito teve como base possíveis desvios por parte da empresa que gere a unidade de saúde. Em resposta, a administração do hospital justificou que “supostos ‘desvios’ referentes ao não cumprimento das metas estipuladas carece de respaldo fático, visto que a execução dos serviços prestados obedece aos parâmentos qualitativos e quantitativos descritos no contrato de gestão” *Bahia Notícias.

Bahia é o estado brasileiro com maior nº de assassinatos nos primeiros nove meses do ano

A Bahia é o estado brasileiro com o maior número de assassinatos nos nove primeiros meses deste ano, segundo dados divulgados nesta quinta-feira (19), pelo Monitor da Violência.

De janeiro a setembro deste ano, a Bahia contabilizou 3.832 mortes violentas. Atrás da Bahia na lista, estão os estados do Ceará (3.046), Pernambuco (2.832) e Rio de Janeiro (2.719).

Com relação à taxa por 100 mil habitantes, a Bahia ocupa a a sexta colocação no país, com índice de 25,8. à frente da Bahia estão Ceará (33,4), Pernambuco (29,6), Rio Grande do Norte (28.3), Alagoas (26,7) e Sergipe (26,2).

Comparado ao ano anterior, a Bahia teve um aumento de 81 assassinatos nos nove primeiros meses de 2020. Em 2019, foram 3.751 casos, o que significa uma alta de 2,2%.

Entre os 26 estados e Distrito Federal analisados no Monitor da Violência, 11 deles tiveram queda no número de assassinatos entre 2019 e 2020, enquanto Santa Catarina ficou estável. Entre os que tiveram alta de casos, a Bahia teve o segundo menor índice. Apenas o Amapá teve uma taxa menor no aumento de casos (1%). A maior alta foi o Ceará, que em 2019 teve 1.654 casos, e neste ano foi para 3.046. *G1.com

Políticos brasileiros são os menos confiáveis do mundo

Em nota a revista VEJA divulga a pesquisa conduzida pelo Fórum Econômico Mundial, responsável por reunir anualmente os líderes mundiais em Davos, na Suíça, constatou que o Brasil possui os políticos menos confiáveis do mundo. O país ficou na última colocação do ranking, composto de 137 nações.

A nota média para os princípios éticos dos políticos brasileiros foi de 1,3, sendo que a nota 7 significava “extremamente alto” e a nota 1 era “extremamente baixo”. Ficaram nos três primeiros lugares Singapura (com 6,4), Emirados Árabes Unidos (6,3) e Nova Zelândia (6,1). Em comparação com os vizinhos, o Uruguai figura na 28ª colocação (4,4), o Chile está em 66º (3,0) e a Argentina aparece em 118º (1,9).

MV

terça-feira, 17 de novembro de 2020

Eleições 2020 em Conquista: Salomão não vai apoiar nem Herzem, nem Zé Raimundo


Candidato a prefeito de Vitória da Conquista ocupando a terceira colocação, o vereador David Salomão (PRTB) está sendo alvo de fake news nas redes sociais com uma foto da eleição de 2016.

Aliados do edil afirmaram ao Blog do Rodrigo Ferraz que Salomão aderiu a neutralidade nesse segundo turno e não vai declarar apoio nem ao petista Zé Raimundo Fontes e nem ao emedebista Herzem Gusmão.

O que já era esperando em virtude dos discursos que Salomão sempre fez contra os dois prefeituráveis.

 

Blog do Rodrigo Ferraz

Conquista: Confirmado! TV Sudoeste promove debate entre Herzem Gusmão e Zé Raimundo, saiba quando será


No próximo dia 27 de novembro, dois dias antes da votação que vai decidir o prefeito de Vitória da Conquista nos próximos anos, a TV Sudoeste vai realizar o debate entre os dois candidatos, Herzem Gusmão (MDB) e Zé Raimundo (PT).

No primeiro turno a expectativa da realização do debate pela TV Sudoeste, afiliada da Rede Globo foi grande, mas em todo o Brasil não foi realizado o evento. Um dos motivos seria a pandemia do novo coronavírus.

A expectativa é que os dois candidatos compareçam ao debate devido ao equilíbrio na votação do 1º turno.

 

Blog do Rodrigo Ferraz

São Paulo: Covas larga com vantagem sobre Boulos no 2º turno, diz Paraná Pesquisas


O atual prefeito de São Paulo, Bruno Covas (PSDB), largou com vantagem sobre o candidato oposicionista Guilherme Boulos (PSOL), na primeira amostragem publicada pelo instituto Paraná Pesquisas após a definição do segundo turno paulistano. Segundo a amostragem, o tucano marca 61,5% das intenções de votos válidos, contra 38,5% do psolista.

Considerando os votos totais, Covas alcançaria 50,3%, contra 31,5% de Boulos, conforme os números da Paraná Pesquisas. Um total de 12,4% dos entrevistados respondeu que votaria branco ou nulo, enquanto 5,8% não sabe ou não respondeu.

Caso o segundo turno das eleições fossem hoje, Boulos só venceria Covas entre os mais jovens, entre 16 e 24 anos de idade. Mesmo assim, com empate técnico, considerando a margem de erro. Nessa faixa etária, o candidato do PSOL alcança 43,0%, contra 39,7% do atual prefeito.

REJEIÇÃO

Segundo a Paraná Pesquisas, 47,9% dos entrevistados não votaria em Guilherme Boulos de jeito nenhum para prefeito de São Paulo. Para o atual prefeito Bruno Covas, o número é de 34,7%.

A rejeição ao candidato do PSOL cresce proporcionalmente à idade do entrevistado. Entre os mais jovens, de 16 a 24 anos de idade, apenas 31,4% rejeitam Guilherme Boulos. Já entre os idosos, com 60 anos ou mais, 55,5% dizem que não votariam no oposicionista.

A pesquisa ouviu, entre os dias 16 e 17 de novembro, 1.000 pessoas no município de São Paulo. A margem de erro é de 3,0 pontos percentuais, para mais ou para menos, com 95% de nível de confiança. O levantamento foi registrado no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sob o número SP-09859/2020.

 BN

Eleições 2020: Romilson Filho e o vereador Hermínio Oliveira fecham apoio à Zé Raimundo


Com as presenças do governador Rui Costa, do vice governador João Leão, contando ainda com Otto Alencar, Guilherme Menezes e do membro da executiva do PSD local, Célio Barbosa, o ex-candidato Romilson Filho, do PP, e o vereador reeleito Hermínio Oliveira, do Podemos, definiram o apoio no segundo turno ao candidato Zé Raimundo do PT.


As informações nos chegam através de fontes fidedignas. Eu repeti: posso publicar mesmo não citando os nomes? “Sim, pode, só não fale, por enquanto, quem falou”.


Estou em São Paulo participando do V Congresso Brasileiro de Produtores de Eventos, aqui está frio, mas aí em nossa cidade a temperatura política está “pegando fogo!”


Detalhe: o vereador Hermínio apoiou o candidato Herzem Gusmão no primeiro turno. *Blog do Massinha.

Blog do Redação