Translate

Compartilhe

https://www.facebook.com/deltan.dallagnol/videos/1384339188276453/

search este blog

terça-feira, 6 de agosto de 2019

Ex-morador de rua é recebido pelo governador Witzel, no RJ

Nesta terça-feira (6), o governador do Rio de Janeiro, Wilson Witzel, recebeu o ex-morador de rua e ex-dependente químico, Léo Motta, de 38 anos. O jovem é conhecido por ter contado suas experiências no livro Há Vida Depois das Marquises.

Witzel ouviu as considerações de Motta contra a internação compulsória de moradores de rua. Léo também teve a chance de conversar com o secretário de Governo e Relações Institucionais, Cleiton de Souza Rodrigues.

– Escutei do próprio governador que ele não pretende ‘limpar’ a cidade jogando as pessoas num canto. O governador disse que ‘quer cuidar de quem já perdeu o sentido da vida’ – contou o ex-morador de rua.

Ele foi até o Palácio Guanabara acompanhado pela esposa, Cyssa Motta, de 29 anos, grávida de cinco meses. Após ser ouvido, ele revelou que ficou aliviado ao poder ouvir os planos das autoridades para a situação das pessoas que vivem nas ruas.

– A rua foi ouvida. Falei de todos os problemas, da situação dos abrigos, que a internação forçada não funciona e ainda mostrei meu livro para o governador – disse.

Ao ouvir a história de Léo, o secretário de Governo e Relações Institucionais ficou emocionado.
– A história dele mostra que é possível mudar, mas precisa de força de vontade – disse Rodrigues.
A vida de Motta mudou após a passagem por uma comunidade terapêutica. Ele tinha passado seis meses pelas ruas e buscou ajuda dos agentes do Centro Presente. Foi então que foi levado para a Associação Solidários Amigos de Betânia, em Jacarepaguá, na Zona Oeste da cidade do Rio. pleno.news
Reações:

0 comentários:

Postar um comentário