Translate

Compartilhe

https://www.facebook.com/deltan.dallagnol/videos/1384339188276453/

search este blog

quinta-feira, 1 de agosto de 2019

Flordelis perde privilégios e pode parar atrás das grades a qualquer momento após prova

A cantora e deputada federal, Flordelis voltou a ser investigada pelo assassinato brutal de seu marido, o pastor Anderson do Carmo.

O pastor Anderson do Carmo, 42 anos, foi brutalmente assassinado em um domingo, no 16 de junho, e ao que parece as coisas têm ficado cada vez mais complicadas para a esposa do religioso, Flordelis, 58 anos. Isso porque a deputada federal voltou a ser uma das principais suspeitas, pelo homicídio do Carmo. Mesmo com a decisão do presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministro Dias Toffoli de deixar para depois do recesso de julho a decisão sobre o inquérito que vem investigando a parlamentar do (PSD-RJ), após considerar que não havia urgência no caso, isso não mudou a situação que a cantora se encontra.

Agora, em um parecer enviado ao STF, a procuradora-geral da República Raquel Dodge decidiu e entendeu que as investigações sobre o assassinato de Anderson deverão ser mantidas com a Polícia Civil do Rio de Janeiro e com o MP-RJ (Ministério Público do Rio de Janeiro). Mas o que agitou a internet foi a nova informação que Flordelis não terá de fato nenhum direito ao foro privilegiado se passar a ser investigada sobre a morte de seu marido. Para quem não sabe por possuir mandato parlamentar, a deputada federal tem direito a foro privilegiado, que nada mais é do que ter o direito de ser investigada e julgada por instâncias superiores, como o MPF (Ministério Público Federal) ou o STF (Supremo Tribunal Federal), e não por autoridades estaduais. O recesso está previsto para acabar nesta quarta-feira, 31 julho.

Flordelis tem visto a sua situação piorar cada dias mais, principalmente quando dois de seus filhos foram presos. Flávio que é filho biológico da parlamentar e enteado de Anderson que está preso na Delegacia de Homicídios desde o mês passado, após ter confessado ter dado seis tiros no religioso.

Lucas dos Santos, 18 anos anos, filho adotivo do casal, também está preso. Ele é apontado pelos agentes como suspeito de ter comprado a arma calibre 9mm usada no assassinato. Vale lembrar que revólver foi achado em cima de um armário no quarto usado por Flávio na casa da deputada federal e Anderson.

Recentemente a mãe do pastor Anderson do Carmo veio disse publicamente que não considerava a parlamentar como sua nora e que nunca recebeu se quer uma ligação depois da morte do religioso. A idosa também falou sobre o fato de que seu filho estava passando mal nos últimos tempos ele se queixava de dores com muita frequência. Isso porque para quem não sabe um dos filhos do casal chegou a declarar, em depoimento à polícia, que a deputada estava colocando remédios na comida dele e que isso teria feito a saúde de Anderson ficar cada vez mais debilitada. “Ele passava mal com tudo que comia. Vinha reclamando muito disso. Eu pedia para ele se cuidar e tomar cuidado com as coisas que comia”, afirmou a sogra de Flordelis. Mesmo com o suposto envenenamento diversas pessoas chegaram a duvidar da veracidade da informação, mas agora, o advogada que defende a família do religioso, Angelo Máximo, confirmou a tese de que o marido da parlamentar pode ter sofrido sim tentativas de envenenamento gradual por membros de sua própria família. tvofoco

Reações:

0 comentários:

Postar um comentário