Translate

Compartilhe

https://www.facebook.com/deltan.dallagnol/videos/1384339188276453/

search este blog

segunda-feira, 3 de fevereiro de 2020

Maioria dos pastores não crê que eventos mundiais estão acelerando a volta de Cristo

Rumores de guerra e epidemias são avisos do início do fim, enquanto alguns professores religiosos acreditam que os eventos globais do Oriente Médio são cumprimento das profecias, a maioria dos pastores discordam disso.

Um estudo com 1.000 pastores protestantes, realizado entre 20 de agosto de 2019 e 24 de setembro de 2019, pela LifeWay Research descobriu que os líderes da igreja acreditam que os cristãos podem acelerar o retorno de Cristo compartilhando o Evangelho, em vez de apoiar certas mudanças geopolíticas mencionadas em profecia bíblica.

“Embora as Escrituras digam especificamente que não podemos saber o dia ou a hora do retorno de Jesus Cristo, estávamos interessados ​​nas opiniões dos pastores sobre se os cristãos podem ter algum papel em trazer esse retorno mais cedo”, observou Scott McConnell, diretor executivo da LifeWay Research.

Apenas 1 em cada 8 pastores protestantes (12%) acredita que os cristãos podem acelerar a segunda vinda de Jesus, apoiando as mudanças geopolíticas mencionadas na Bíblia, com 5% de concordância total.

Oito em cada 10 pastores (80%) não acredita que seu apoio terá um impacto no momento do retorno de Cristo, incluindo 61% que discordam totalmente.

Curiosamente, em 2013, em meio a crescentes conflitos com a Síria, uma porcentagem maior de americanos acreditava que fazia parte do plano da Bíblia para o fim dos tempos. Um em cada quatro acreditava que um possível ataque dos EUA à Síria poderia levar à Batalha do Armagedom, e um em cada cinco acreditava que o mundo terminaria em sua vida.

Na época, a pesquisa constatou que 32% dos entrevistados concordavam com a afirmação: “Acredito que as batalhas na Síria fazem parte das profecias do livro do Apocalipse”. Quarenta e nove por cento discordaram.

“Quase 1 em cada 3 via o conflito como parte do plano da Bíblia para o fim dos tempos”, disse o estudo da LifeWay Research de 2013 . “Um em cada quatro pensava que um ataque militar dos EUA na Síria poderia levar ao Armagedom, e 1 em cada 5 acreditava que o mundo terminaria em sua vida – incluindo 32% dos evangélicos”.

Porém, no estudo mais recente dos pastores protestantes, “não houve diferença significativa entre os pastores da linha principal e os evangélicos em relação a seus pontos de vista sobre assuntos políticos internacionais que aceleram o retorno de Cristo”, de acordo com a Lifeway.
Reações:

0 comentários:

Postar um comentário