Translate

Compartilhe

https://www.facebook.com/deltan.dallagnol/videos/1384339188276453/

search este blog

sexta-feira, 24 de abril de 2020

Moro rebate Bolsonaro e diz que Valeixo estava 'cansado de ser assediado' para ser substituído

O ex-ministro de Justiça e Segurança Pública Sérgio Moro utilizou seu Twitter para negar as afirmações feitas pelo presidente Jair Bolsonaro (sem partido), na tarde desta sexta-feira (24). Na ocasião, Bolsonaro disse que havia avisado a Moro que iria exonerar o agora ex-diretor da Polícia Federal, Maurício Valeixo. No entanto, isso foi negado pelo ex-chefe da pasta de Justiça e Segurança Pública.

Bolsonaro afirmou que nessa quinta esteve reunido com Sérgio Moro e que havia informado sobre a exoneração de Maurício Valeixo, que seria publicada no Diário Oficial da União nesta sexta, uma vez que o então diretor estava ‘cansado’. Moro, no entanto, negou ter recebido qualquer pedido de demissão por Valeixo.

“Ontem, não houve qualquer pedido de demissão, nem o decreto de exoneração passou por mim ou me foi informado”, afirmou Moro.

O ex-ministro confirmou o ‘cansaço’ de Valeixo, dizendo que o ex-diretor da PF estava sendo assediado por Bolsonaro desde agosto do ano passado para ser substituído. Na época, Bolsonaro já dizia que a direção da corporação era subordinada a ele.

"De fato, o diretor da PF Maurício Valeixo estava cansado de ser assediado desde agosto do ano passado pelo Presidente para ser substituído", escreveu o ex-ministro. EM

Reações:

0 comentários:

Postar um comentário