Translate

Compartilhe

https://www.facebook.com/deltan.dallagnol/videos/1384339188276453/

search este blog

sábado, 16 de maio de 2020

Nise Yamaguchi se diz preparada para Saúde e volta a defender cloroquina

A oncologista Nise Yamaguchi, uma das profissionais cotadas para assumir o Ministério da Saúde, voltou a defender o uso da hidroxicloroquina e afirmou que está preparada para assumir a pasta. As declarações foram dadas pela médica em duas entrevistas hoje, à Rádio Bandeirantes e à CNN.

Nise defendeu o uso do medicamento em pacientes leves e moderados com coronavírus e disse que o medicamento deveria ser usado em pacientes que ainda não tivessem sido internados. "Se você trata precocemente existe um benefício maior e você não evolui para uma necessidade de entubação, de internação", afirmou à Rádio Bandeirantes

A médica também defendeu uma distribuição mais ampla do medicamento. "A minha ideia seria dar condições para que os médicos, sob autorização do CFM (Conselho Federal de Medicina) prescrevessem e tivessem acesso a essas medicações em situações mais leves e moderadas", defendeu.

Em relação à logística do medicamento, em entrevista à CNN na tarde de hoje, Nise elogiou a escolha do general Eduardo Pazuello, que assumiu interinamente o Ministério. "Nesse sentido o general Pazuello é especialista em logística e tem uma capacidade ampliada nesse sentido e me parece que ele está disponibilizando algum decreto nessa direção".

Vaga na Saúde

Nise confirmou que se reuniu com o presidente Jair Bolsonaro (sem partido). Ela estava presente no evento do Ministério da Família que acontecia no Planalto enquanto Nelson Teich anunciava sua demissão, na manhã de ontem.

A médica se disse preparada para assumir a pasta. "O momento de sofrimento do brasileiro, da situação e do que precisamos enfrentar para sair dessa crise não permite escolhas pessoas. Então eu estou preparada sim para fazer o que for preciso para ajudar o Brasil a sair dessa pandemia", afirmou na entrevista.

Ainda na entrevista à CNN, Nise afirmou que não se reuniu com o ex-ministro da Saúde, Nelson Teich, e que eles se encontraram por acaso. UOL

Reações:

0 comentários:

Postar um comentário