Translate

Compartilhe

https://www.facebook.com/deltan.dallagnol/videos/1384339188276453/

search este blog

domingo, 16 de agosto de 2020

Estuprada pelo tio, menina de 10 anos teve que sair do ES para fazer aborto

A menina de 10 anos que foi estuprada pelo tio teve que deixar o Espírito Santo (ES) para interromper a gravidez. Mesmo com uma decisão judicial, o Hospital de Referência de Vitória negou o procedimento. A unidade médica alegou questões técnicas. As informações são do jornal Extra.

Com apoio da Promotoria da Infância e da Juventude de São Mateus e da Secretaria Estadual de Saúde, a criança, que denunciou o tio de estupro, foi transferida para outro estado, em companhia da avó. E vai interromper a gravidez em um centro médico de referência. O destino é mantido em sigilo pelas autoridades.

Grávida de cerca de 20 semanas, a criança já enfrenta problemas de saúde, segundo o jornal carioca. Pela lei, ela tem direito de realizar o aborto legal por ter sido vítima de violência sexual e pelo risco de morte materna.

O caso, informado à polícia capixaba no último dia 8, chocou o país e mobilizou a ministra da Mulher, Família e Direitos Humanos, Damares Alves, que prometeu ajudar a criança e sua família.

Na noite de sexta-feira (14), houve decisão judicial autorizando a realização do procedimento após “manifestação da vontade da criança e da família”.

Na decisão, o juiz determina que “seja realizada a imediata análise pela equipe médica quanto ao procedimento de melhor viabilidade para a preservação da vida da criança, seja pelo aborto seja pela interrupção da gestação por meio de parto imediato”.

A família da vítima sofreu forte pressão para que não haja interrupção da gravidez. Dezenas de pessoas foram à casa da avó da menina. Políticos e religiosos também tentaram interferir nos últimos dias.

Entenda o caso
Com a descoberta da gestação, o tio da criança passou a ser investigado por estuprá-la desde os seis anos de idade. Ele fugiu e a menina foi levada, inicialmente, pelo Conselho Tutelar para um abrigo.

O suspeito é um homem de 33 anos, que está sendo procurado. Por envolver criança, o nome dele não foi divulgado.

 

 

Reações:

0 comentários:

Postar um comentário