Translate

Compartilhe

https://www.facebook.com/deltan.dallagnol/videos/1384339188276453/

search este blog

sexta-feira, 21 de dezembro de 2018

“Minha alma vai ficar em paz”, disse atirador de Campinas

Dois áudios divulgados pela Polícia Civil, nesta sexta-feira (21), revelaram detalhes sobre o homem que entrou armado na Catedral Metropolitana em Campinas e atirou contra os presentes. O crime aconteceu no dia 11 de dezembro, mas, de acordo com as gravações, Euler Fernando Grandolpho planejava tudo desde 2008.

– Mas a minha alma vai ficar em paz, você pode ter certeza disso, cara. E quando você lembrar de mim, cara, você vai lembrar do seu passado. Qualquer pessoa que tenha um mínimo de consciência faria o que eu vou fazer. Não tenho dúvida disso. É lamentável chegar nessa conclusão, mas é o que vai acontecer. Eu garanto que a minha alma vai ficar em paz – disse Euler em uma das gravações.

Os áudios foram feitos em 2016, com um gravador apreendido na casa do culpado. Ele não tinha antecedentes criminais. Estudou publicidade e propaganda e foi assistente de promotoria no Ministério Público de São Paulo até 2014. Em trechos divulgados do diário de Euler Fernando, ele cita um massacre e a vontade de fazer algo grande. A polícia encontrou munição e quatro carregadores, além de uma foto que mostra o criminoso treinando em casa.

Uma das hipóteses para o atentado trabalha com a ideia de Euler ter tido uma espécie de surto psicótico em decorrência de depressão. Parentes e testemunhas confirmam que o atirador tinha mania de perseguição e teve atritos com vizinhos. Euler Fernando Grandolpho matou cinco pessoas e em seguida cometeu suicídio. Outras três ficaram feridas. Informações pleno.news

Reações:

0 comentários:

Postar um comentário