Translate

Compartilhe

https://www.facebook.com/deltan.dallagnol/videos/1384339188276453/

search este blog

terça-feira, 22 de janeiro de 2019

Bolsonaro discursa em Davos: “A esquerda não prevalecerá”

Nesta terça-feira (22), o presidente Jair Bolsonaro fez seu primeiro pronunciamento em um evento mundial. O discurso de abertura do Fórum Econômico em Davos foi mais curto do que o previsto, com apenas seis minutos.
Depois, o presidente da República respondeu a perguntas do presidente do fórum, Klaus Schwab. Ao todo, a apresentação de Bolsonaro durou apenas 14 minutos. Mesmo com pouco tempo, o presidente foi direto em suas afirmações. Ele defendeu o resgate de valores conservadores e economia liberal.
– Pretendemos diminuir o tamanho do Estado, realizar reformas como a da Previdência e tributária. Não teremos viés ideológico nem de um lado e nem de outro. Através de nossa equipe, queremos diminuir a carga tributária. Nós representamos para o povo brasileiro um ponto de inflexão no momento – declarou.
MERCOSUL
Ao ser perguntado sobre a relação com outros países latino-americanos, frisou o combate a partidos políticos de esquerda.

– No tocante à América do Sul, eles querem que o Brasil vá bem. No tocante ao Mercosul, estamos preocupados em fazer uma América do Sul grande. Não queremos uma América do Sul “bolivariana”. Mais gente de centro e de centro-direita têm se elegido nestes países. Tenho certeza que a esquerda não prevalecerá nesta região – defendeu.
REFORMA DA OMC
– Buscaremos integrar o Brasil ao mundo também por meio de uma defesa ativa da reforma da OMC (Organização Mundial do Comércio), com a finalidade de eliminar práticas desleais de comércio e garantir segurança jurídica das trocas comerciais internacionais – afirmou.

COMBATE À CORRUPÇÃO
Bolsonaro também apresentou mudanças na política brasileira e falou sobre o combate à corrupção.

– Ao senhor Sergio Moro foi incumbida essa questão. Mudando a legislação e aperfeiçoando boa parte da mesma. Precisamos sim muito do parlamento brasileiro e confiamos que grande parte nos dará respaldo para o combate à corrupção. Dessa forma, o Brasil será visto de forma diferente aqui fora – declarou.
MEIO AMBIENTE
Um dos pontos frisados em seu discurso foi a preservação do meio ambiente. Bolsonaro também ressaltou que o país é o que mais cuida dos recursos naturais.

– O meio ambiente tem que estar casado com o desenvolvimento. A questão ecológica não ficará de fora disso tudo. Queremos fazer parcerias para o bem dos nossos povos. Hoje, 30% do Brasil são florestas, então damos exemplo para o mundo. O que pudermos aperfeiçoar, faremos. Queremos estar sintonizados com o mundo na busca por CO2 e na preservação do meio ambiente – defendeu.
No fim, Schwab cumprimentou Bolsonaro e desejou boa sorte em seu mandato. Também elogiou a beleza do Brasil. Informações pleno.news
Reações:

0 comentários:

Postar um comentário