Translate

Compartilhe

https://www.facebook.com/deltan.dallagnol/videos/1384339188276453/

search este blog

segunda-feira, 8 de abril de 2019

Peixe morreu pela boca! Corinthians está na final

Debaixo de muita chuva na noite de segunda-feira (8) no Pacaembu, o Santos venceu por 1 a 0 no tempo normal, mas o Corinthians venceu na cobrança de pênaltis e fará a final do Campeonato Paulista com o São Paulo a partir do próximo domingo (14). O gol do jogo foi marcado por Gustavo Henrique, aos 42 minutos do segundo tempo. Depois de incansáveis cobranças, que chegou aos pênaltis alternados, Victor Ferraz acabou acertando a trave e o Corinthians saiu vencedor do confronto diante de mais de 38 mil santistas no Estádio Paulo Machado de Carvalho.

Com a eliminação, o Santos concentra suas atenções para a Copa do Brasil e no início do Campeonato Brasileiro no dia 28 diante do Grêmio, em Porto Alegre. Na quinta-feira (11), o Peixe recebe o Atlético-GO, às 21h30, na estreia da Vila Belmiro em 2019. No jogo de ida, vitória do time goiano por 1 a 0.

Já o Corinthians terá a semana livre para enfrentar o São Paulo e ter a chance de conquistar o tricampeonato estadual. Nesta terça-feira (9), a Federação Paulista irá definir de forma oficial o mando dos jogos. O Timão, por ter melhor campanha, decidirá o título diante de sua torcida.

Com a bola rolando, como já era de se esperar, só deu Santos, enquanto que o Corinthians esperava por oportunidades de um contra-ataque. Na primeira etapa, o Peixe teve mais de 70% de posse de bola e criou alguns bons lances para abrir o marcador. No principal deles, Cássio fez grande defesa no chute de Jean Mota, dentro da área, evitando o gol.

Na volta do intervalo, a torcida tanto pediu que Rodrygo foi à campo no lugar de Cueva para tentar colocar fogo no jogo. Logo de início, a presença do camisa 11 foi sentida. Primeiro, Jean Mota finalizou da entrada da grande área para Cássio espalmar. No lance seguinte, Rodrygo deu um drible da vaga em Henrique e finalizou para boa defesa do goleiro corintiano. atribuna
Reações:

0 comentários:

Postar um comentário