Translate

Compartilhe

https://www.facebook.com/deltan.dallagnol/videos/1384339188276453/

search este blog

sexta-feira, 1 de novembro de 2019

Promotora bolsonarista pode ser afastada do caso Marielle

A cúpula do Ministério Público do Rio de Janeiro convocou uma reunião na noite desta quinta-feira (31) para avaliar a necessidade de afastamento da promotora Carmen Eliza Bastos de Carvalho do comando das investigações das morte da vereadora Marielle Franco e do motorista Anderson Gomes.

A reunião é uma resposta a questionamentos feitos ao MP sobre uma suposta ligação entre a promotora Carmen Eliza e o presidente Jair Bolsonaro. Durante as eleições do ano passado, a promotora fez campanha para Jair Bolsonaro ser eleito.

Carmen Eliza também postou foto ao lado do deputado federal Carlos Jordy, que quebrou uma placa de rua com o nome de Marielle Franco.

Os pedidos querem o afastamento da promotora de qualquer caso que envolva o presidente.

De acordo com a TV Globo, a reunião teve momentos de tensão. Embora a saída da promotora do caso fosse certa, ela se recusou a deixar o caso, recorrendo ao direito do membros do MP em decidir em quais casos querem trabalhar. PN

O Ministério Público do Rio ainda não se pronunciou.

Reações:

0 comentários:

Postar um comentário